Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team

38
Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team

 

As táticas personalizadas são responsáveis em FIFA 18 Ultimate Team por fazer a sua equipa atuar do jeito que você quer. Se você não sabe o que são ou como configurá-las, leia este guia onde explicamos tudo o que você deverá saber.

 
 

Táticas Personalizadas para FIFA 18

Descubra como colocar a sua equipa a jogar do modo que você gosta
 

Você criou a sua equipa recheada de grandes jogadores envoltos numa boa química. Além disso, utiliza a sua formação favorita mas, apesar de se considerar um bom jogador de FIFA, não consegue perceber porque é que não vence mais frequentemente. Alguma coisa não bate certo, não é? Talvez lhe esteja a escapar algo. Na verdade, a maioria das pessoas ignora que, quando tem a sua equipa quase pronta, existem determinados ajustes que são necessários fazer para que ela jogue do jeito que eles querem. É necessário dar-lhe uma identidade. Se você acredita que isto lhe pode estar acontecer, então tem de configurar (por ordem decrescente de importância):

✔️ Táticas;
✔️ Instruções dos Jogadores;
✔️ Papéis dos Jogadores.

Hoje iremos explicar-lhe como é que as táticas personalizadas funcionam e como é que elas podem ser úteis para a sua equipa.

As táticas permitem ajustar o modo como a sua equipa joga. São elas que mais afetam o seu estilo de jogo. Ao contrário do que acontece com as instruções, as táticas não afetam apenas um jogador mas sim toda a equipa. Você sabe quando quer que a sua linha defensiva suba o máximo possível e ela insiste em ficar junta à sua área? Pois bem, você pode modificar o slider da pressão para obter o que quer. Isso é feito com recurso às táticas personalizadas.

Em FIFA 18, o acesso ao ecrã das táticas é feito seguindo o caminho Ultimate Team > Squads > Active Squad > Squad Actions > Custom Tactics. Antes do início de um jogo, pode também efetuar mudanças se selecionar Edit Lineup > Squad Actions >Custom Tactics. Mesmo durante partida, você pode pausar e efetuar alguns ajustes. A última configuração será sempre automaticamente salva, pelo que você não terá de repetir o processo para cada jogo. A sua equipa assumirá um valor padrão ou o último definido até que uma outra tática lhe seja aplicada.

Antes de explicarmos as táticas em pormenor, é importante fazer um alerta: você deve configurar as táticas personalizadas de acordo com o seu estilo de jogo, a sua experiência e as necessidades da equipa. Não existem configurações perfeitas. Evite copiá-las de outros jogadores, pois por elas servirem a eles náo quer dizer que funcionem consigo. É também crucial que entenda que as suas decisões irão trazer benefícios à equipa mas sempre com custos para a mesma. Por exemplo, quando você escolhe ‘dupla’ em agressividade, é provável que venha a recuperar mais bolas mas a probabilidade de ser apanhado em contra-ataque também é maior. Cabe a si decidir o que vale ou não vale a pena.


 
 
 

Táticas Personalizadas – Uma a Uma

Como configurar cada tática
 

As táticas personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team estão organizadas em três grandes grupos, como podemos ver abaixo:

[vc_row][vc_column width=”1/3″]CONSTRUÇÃO DE JOGO
Velocidade
Passes
Posicionamento
[/vc_column][vc_column width=”1/3″]CRIAÇÃO DE OPORTUNIDADES
Passes
Cruzamentos
Remates
Posicionamento
[/vc_column][vc_column width=”1/3″]DEFESA
Pressão
Agressividade
Largura da Equipa
Linha Defensiva
[/vc_column][/vc_row]
 


 
 

TÁTICAS DE CONSTRUÇÃO DE JOGO

Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team

Velocidade (Speed)

ℹ️ DESCRIÇÃO
Determina a velocidade a que são preparados os ataques. Ou seja, a velocidade com que a equipa na posse de bola progredirá nos primeiros dois terços do campo. Varia entre 1 e 100.

[vc_row][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚫⚪⚪ 1-33 | Lento

A equipa preparará a jogada pacientemente, fazendo frequentemente a bola rodar pela defesa, inclusive com passes para trás. Os jogadores serão mais seletivos nas suas corridas, colocando mais ênfase na procura de colegas soltos do que propriamente em desmarcações no ataque.

[/vc_column][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚪⚫⚪ 34-66 | Equilibrado

A equipa não construirá de um modo particularmente rápido ou lento.

[/vc_column][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚪⚪⚫ 67-100 | Rápido

A equipa tentará trazer a bola de trás para a frente no menor espaço de tempo possível. Os jogadores irão sprintar mais e procurarão posições mais avançadas no terreno.[/vc_column][/vc_row]

💬 SUGESTÕES
Esta instrução diz respeito à saída de bola para o ataque, e determina a velocidade a que os jogadores se movimentam quando saem da sua defesa. Ao contrário do que muita gente pensa, na saída lenta os jogadores não correm menos. Eles fazem-no do mesmo jeito mas adiam os sprints um pouco mais, aproximando-se mais uns dos outros, errando menos passes e progredindo de modo mais seguro. Nestes casos, há mais tempo para pensar a jogada e para controlar a bola antes de fazer novo passe. É pois a situação ideal para quem tiver menos experência, estiver-se a adaptar a uma nova formação ou possua jogadores com menos qualidade. Para os mais experientes, que tiverem bons jogadores e se sentirem bem entrosados com a formação, é recomendável deslizar o slider para ‘rápido’. Os jogadores posicionam-se rapidamente para receberem a bola e correm para chegarem ao último terço do campo no menor espaço de tempo possível. É uma postura de maior risco, até porque os passes são predominantemente mais longos. Se eles não acompanharem a velocidade dos colegas de equipa, poderão acabar por sair para as costas dos atacantes e serem facilmente intercetados pelos defesas contrários.

A nossa sugestão é a de se começar por uma velocidade mais baixa e, à medida que conseguirmos pensar e decidir mais rapidamente, irmos aumentando gradualmente. Quanto mais alta melhor, mas não seja demasiado ambicioso. Analise sempre se as suas saídas estão demasiado rápidas ou demasiado lentas. Ou seja, se você consegue acompanhar os seus colegas e eles o conseguem acompanhar a si.


 
 

Passe (Passing)

ℹ️ DESCRIÇÃO
Afeta a distância dos passes e o apoio dos colegas de equipa nos primeiros dois terços do campo. Varia entre 1 e 100.

[vc_row][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚫⚪⚪ 1-33 | Curto

A equipa tentará construir com base em passes curtos. Os jogadores mais perto de quem tiver a bola aproximar-se-ão para criarem linhas de passe.

[/vc_column][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚪⚫⚪ 34-66 | Equilibrado

A equipa não construirá com passes particularmente longos ou curtos.

[/vc_column][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚪⚪⚫ 67-100 | Longo

A equipa tentará lançar bolas longas, fazendo-as passar por cima dos defesas ou tendo como referência um avançado alto. Os jogadores que não tiverem posse de bola procurarão encontrar espaços livres. [/vc_column][/vc_row]

💬 SUGESTÕES
Esta instrução afeta o modo como os colegas se movimentam para receber um passe antes de chegarem ao último terço do campo. Se estiver definida para passe curto, os jogadores tenderão a se aproximar do portador da bola, criando linhas de passe mais curtas e mais seguras. É o ideal para quem gostar de um estilo de jogo baseado no famoso tiki-taka ou que ocupe mais a zona central do terreno. Porém, esta opção também afeta o modo como a equipa defende pois, caso o passe seja interecetado por um adversário, a equipa poderá estar demasiadamente concentrada no centro, abrindo espaços para o contra-ataque adversário. Por outro lado, se o slider estiver do lado do Longo, os colegas tentarão desmarcar-se com mais frequência, sempre longe do portador da bola e solicitando passes de maior risco. Será também frequente que os passes, mesmo quando direcionados para um jogador que esteja perto do portador, acabem por sair para outro que esteja um pouco mais afastado. É uma escolha acertada para quem jogue com alas e queira um jogo mais aberto.

Na nossa opinião, a maioria dos jogadores deveria definir um passe entre os 40 e os 50, valores que permitem um jogo seguro sem abdicar de lançamentos longos sempre que surgir uma ocasião. É preciso não esquecer que se pode instruir os jogadores a subir no terreno, mas só com esta tática é que se pode definir que eles venham buscar jogo e facilitar a saída para o ataque.


 
 

Posicionamento (Positioning)

ℹ️ DESCRIÇÃO
Determina a liberdade de movimentos de uma equipa nos dois primeiros dois terços do campo.

[vc_row][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚫⚪ | Organizado

Os jogadores tentarão manter-se tão perto das suas posições quanto possível. A equipa manterá a sua estrutura enquanto constrói jogo.

[/vc_column][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚪⚫ | Livre

Os jogadores terão liberdade de sair das suas posições. Por exemplo, os avançados poderão vir atrás receber a bola ou os laterais poderão ultrapassar os alas.[/vc_column][/vc_row]

💬 SUGESTÕES
Esta instrução determina o quão robotizada é a saída para o ataque. Em Organizado, os jogadores ocupam posições rígidas no terreno, cumprindo o que está disposto na formação escolhida. É uma opção mais segura, até porque quem estiver adaptado a uma formação quase consegue jogar de olhos fechados, pois sabe sempre, em cada momento, onde cada jogador está. Mesmo quando perde a bola, consegue facilmente identificar o jogador que está na melhor situação para se opôr ao adversário e o impedir de lançar o contra-ataque. Defensivamente é preferível jogar de modo organizado: os CBs posicionam-se melhor, os laterais param de subir mais cedo e os médios ajudam mais frequentemente os colegas do setor recuado. Se o slider estiver do lado do Livre, os jogadores correrão muito mais, saíndo das suas posições originais, muitas vezes sobrepondo-se uns aos outros e dando muito mais linhas de passe. Os laterais e os médios envolvem-se mais no jogo ofensivo, embora isso possa significar serem apanhados em situação de fora de jogo mais vezes. É um estilo que, pela sua criatividade, poderá surpreender os adversários, embora exija um maior poder de concentração e de rápida decisão.

Aqui não há meias escolhas: ou se opta por um ou por outro. De um modo geral, Organizado é mais fácil e mais seguro, e por isso mais recomendável para os jogadores com menor experiência. Já o Livre, pode ser mais benéfica para quem tiver mais experiência. Seja como fôr, a decisão varia sempre em função das preferências de cada jogador e do risco que estão disposto a assumir.

 


 
 

TÁTICAS DE CRIAÇÃO DE OPORTUNIDADES

Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team

 

Passe (Passing)

ℹ️ DESCRIÇÃO
Determina a quantidade de risco nas decisões de passe e no apoio das desmarcações, no último terço do campo. Varia entre 1 e 100.

[vc_row][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚫⚪⚪ 1-33 | Seguro

De modo a manter a posse de bola, a equipa raramente tentará um passe se existir o risco de perdê-la, preferindo esperar pela oportunidade ideal. Os jogadores irão assegurar-se de que o transportador tem opções válidas de passe.

[/vc_column][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚪⚫⚪ 34-66 | Normal

A equipa não adotará uma postura particularmente de risco ou conservadora.

[/vc_column][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚪⚪⚫ 67-100 | Arriscado

A equipa estará constantemente a tentar o passe de ‘morte’. Os jogadores tentarão aproveitar a oportunidade de se desmarcarem.[/vc_column][/vc_row]

💬 SUGESTÕES
Esta instrução determina, à semelhança do que acontece com a equivalente na construção de jogo, o modo como os colegas se movimentam para receber um passe mas no último terço do campo. Ou seja, é errada a noção de que o passe curto sairá melhor a quem escolher passes seguros ou de que o passe longo sairá melhor a quem escolher passes arriscados. Isso acontece sim mas indiretamente, como consequência da movimentação de quem não tiver a bola. Se o recetor se movimentar para receber a bola de acordo com as intenções de quem irá efetuar o passe, é natural que a taxa de sucesso aumente, mas isso não significa propriamente que o passe tenha sido mais bem feito. Em Seguro, os jogadores tendem a posicionar-se de modo a que possam receber a bola sem que existam hipóteses da mesma ser intercetada. É um estilo que dá mais tempo e espaço para pensar e agir. Em Arriscado, a eficácia dos passes diminui consideravelmente mas quando têm sucesso podem deixar um jogador sem marcação na cara do guarda-redes adversário. É uma opção mais vantajosa para jogadores experientes ou que gostem de assumir mais o risco.

A nossa sugestão é a de começarmos com algo entre os 30 e os 40 e irmos progressivamente aumentando assim que nos sentirmo mais capazes de detetar as desmarcações com maior rapidez. Esta escolha pode também ser tomada em função do estilo de jogo do adversário: se ele jogar em pressão alta, podemos aproveitar melhor o espaço que fica nas suas costas com um estilo arriscado; se ele jogar com o ‘park the bus’ ativado, o passe arriscado torna-se menos eficaz (além de deixar mais jogadores fora de posição!), pois os jogadores insistem em jogar nas costas dos defesas mesmo que também aí estejam marcados.


 
 

Cruzamento (Crossing)

ℹ️ DESCRIÇÃO
Afeta a tendência / frequência de cruzamentos para a área. Também interfere com o timing com que os jogadores correm em direção à área para responder a um cruzamento. Varia entre 1 e 100.

[vc_row][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚫⚪⚪ 1-33 | Pouco

Os jogadores evitarão cruzamentos para a área. Em vez disso, tentarão sair da zona de cruzamentos recuando ou indo até à linha final à procura de um colega.

[/vc_column][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚪⚫⚪ 34-66 | Normal

Os jogadores cruzarão para a área quando existirem boas oportunidades de serem bem correspondidos.

[/vc_column][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚪⚪⚫ 67-100 | Muito
Os jogadores cruzarão para a área sempre que existir uma oportunidade. Irão predominar os cruzamentos e as entradas na área antecipadas.[/vc_column][/vc_row]

💬 SUGESTÕES
Esta instrução determina a quantidade de jogadores que sobem à área contrária quando um companheiro está a correr pela linha de fundo, e o local onde se posicionam assim que lá chegarem. Em Pouco, apenas os ST sobem à área e eventualmente alguém fica à entrada da mesma. Os cruzamentos rasteiros atrasados são uma boa maneira de concluir estas jogadas mas, perante esse cenário, é normal que muitas vezes o cruzamento seja abortado e se prefira redesenhar a jogada. Por outro lado, em Muitos, vários jogadores sobem até à área contrária e na sua maioria aproximam-se da baliza tanto quanto possível. Procuram normalmente posicionar-se de modo a ocuparem o poste menos coberto e com mais espaço livre. É uma opção de maior risco pois, embora tenham mais probabilidades de conseguir receber a bola para finalizarem, caso isso não aconteça ficam mais suscetíveis aos contra-ataques adversários.

Na nossa opinião, o ideal é definir-se um cruzamento entre 40 e 55, podendo naturalmente mover-se o slider acima ou abaixo destes valores em função do tipo de jogo de cada um.


 
 

Remates (Shooting)

ℹ️ DESCRIÇÃO
Afeta a tendência / frequência dos remates que a equipa fará no último terço do campo. Varia entre 1 e 100.

[vc_row][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚫⚪⚪ 1-33 | Pouco

Os jogadores serão pacientes e apenas rematarão se surgir uma oportunidade muito boa, dando preferência à conservação da posse de bola. Os remates de longe serão muito raros.

[/vc_column][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚪⚫⚪ 34-66 | Normal

Os jogadores rematarão de longe ou de perto, em função da situação.

[/vc_column][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚪⚪⚫ 67-100 | Muito

Os jogadores rematarão sempre que existir uma oportunidade para fazê-lo. Além disso, todos tentarão se posicionar em condições de alvejar a baliza.[/vc_column][/vc_row]

💬 SUGESTÕES
Esta instrução determina a posição que os jogadores irão predominantemente ocupar quando tiverem a hipótese de alvejar a baliza contrária. Em Pouco, os jogadores são mais móveis de modo a tentarem entrar na área contrária e finalizar quando lá chegados. É uma opção mais suscetível de criar situações de um para um, em que os STs finalizam quase sempre a poucos metros da baliza. Em Muito, todos os jogadores tendem a posicionar-se fora de área numa boa posição para rematar. Nesta alternativa, imperam os remates de longe, embora obviamente sejam necessários bons atributos long shots para que os mesmos sejam coroados de sucesso. É importante perceber que os jogadores não irão rematar mais só porque têm o slider num número elevado. Isso acontece como uma consequência. Ou seja, por estarem melhores posicionados para alvejar a baliza de longe, quem estiver a comandá-los acaba por tomar essa decisão mais frequentemente.

A nossa sugestão é que se defina um valor entre 30 e 50. Superior para quem gostar de rematar de longe, ou inferior para os adeptos do estilo tiki-taka / entrar com a bola pela baliza a dentro.


 
 

Posicionamento (Positioning)

ℹ️ DESCRIÇÃO
Afeta a liberdade de movimentos de uma equipa no último terço do campo.

[vc_row][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚫⚪ | Organizado

Os jogadores tentarão manter-se tão perto das suas posições quanto possível.

[/vc_column][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚪⚫ | Livre

Os jogadores terão liberdade de sair das suas posições.[/vc_column][/vc_row]

💬 SUGESTÕES
Esta instrução determina o quão robotizado é o ataque. Ou seja, é semelhante ao posicionamento das táticas de contrução de jogo, mas aplicável apenas ao último terço do terreno – principalmente aos avançados e aos alas. Em Organizado, os jogadores ocupam posições rígidas no terreno, cumprindo o que está disposto na formação escolhida. É uma opção mais segura, até porque quem estiver adaptado a uma formação quase consegue jogar de olhos fechados, pois sabe sempre, em cada momento, onde cada jogador está. O problema é que também para o seu adversário será mais previsível. Se ele defender bem, anulará todas as jogadas atacantes. Em Livre, os jogadores procurarão mais a desmarcação, saíndo das suas posições originais, muitas vezes sobrepondo-se uns aos outros e dando muito mais linhas de passe. É um estilo que, pela sua criatividade, poderá surpreender os adversários, embora exija um maior poder de concentração e de rápida decisão.

Também aqui só há duas opções: ou escolhe Organizado ou opta por Livre. O primeiro é preferível para jogadores menos experientes ou que insistam em cruzamentos, pois os ST vão sempre estar onde é suposto. O segundo é a melhor opção para jogadores com mais horas de FIFA ou que tenham particular gosto por entrar a driblar.

 


 
 

TÁTICAS DE DEFESA

Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team

 

Pressão (Pressure)

ℹ️ DESCRIÇÃO
Determina o quão alto no campo se inicia a pressão sobre o adversário.

[vc_row][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚫⚪⚪ 1-33 | Recuada

A equipa jogará recuada, permitindo ao adversário ocupar o seu meio-campo em troca de ter um maior número de jogadores atrás da bola.

[/vc_column][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚪⚫⚪ 34-66 | Média

A equipa começará a defender no meio campo adversário, mas não na total extensão do terreno.

[/vc_column][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚪⚪⚫ 67-100 | Alta

A equipa pressionará alto o seu adversário. Os alas e os laterais subirão, não permitindo ao adversário sair a jogar. Esta tática é eficaz mas deixa muito espaço livre nas costas da defesa.[/vc_column][/vc_row]

💬 SUGESTÕES
Esta instrução determina em que zona do campo é feita a pressão sobre o adversário. Ou seja, quando é que ela ocorre. Ao contrário do que muitas vezes se diz, ela não incide apenas nos jogadores da frente ou na linha defensiva. Esta tática afeta todos os jogadores de uma equipa. Em Recuada, os avançados quase não ultrapassam o meio campo, dando liberdade aos adversário para subirem no terreno de modo mias ou menos tranquilo. É uma estratégia mais de contenção, ótima para quem tiver um estilo de jogo mais defensivo e quiser fechar e tornar compacto o seu meio campo. Se o slider estiver para o lado do Alta, a primeira linha defensiva ataca o homem que estiver na posse de bola, enquanto que a segunda poderá defender ainda no meio campo atacante. Nesta opção, o objetivo é recuperar a bola o mais à frente possível, dificultando a construção de jogo do adversário.

Na nossa opinião, o ideal é ajustar-se o slider entre os 55 e os 65. Menos se as capacidades defensivas forem medíocres, ou mais se o adversário estiver a rodar a bola na defesa, tentando fazer tempo. Porém, e como veremos à frente, esta tática deve ser sempre analisada em conjunto com a agressividade.


 
 

Agressividade (Aggression)

ℹ️ DESCRIÇÃO
Determina o esforço da equipa para recuperar a bola e a pressão aplicada sobre o portador da mesma. Varia entre 1 e 100.

[vc_row][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚫⚪⚪ 1-33 | Contenção

Os jogadores tentarão fazer contenção sobre o portador da bola, evitando o desarme.

[/vc_column][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚪⚫⚪ 34-66 | Pressão

Os jogadores tentarão o desarme sempre que possível.

[/vc_column][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚪⚪⚫ 67-100 | Dupla

Os jogadores tentarão aplicar o desarme a todo o momento, enviando um jogador extra para o local sempre que possível.[/vc_column][/vc_row]

💬 SUGESTÕES
Esta instrução determina como é que a tentativa de recuperação de bola será feita. Ao contrário da pressão, ela não tem nada a ver com o posicionamentos dos jogadores mas sim com a vontade com que eles partem para cima do adversário. Por outras palavras, esta tática define em quanto é que a AI substituirá na defesa quem está a controlar a equipa. Em Contenção, o jogador chega perto da bola mas não a ataca. Fica cercando-a por perto, mantém a forma da equipa e responde às investidas do adversário com o recuo ou com o corpo, exceto quando quem controla decide tentar o desarme. Em Pressão, a AI incute alguma contenção ao jogador mas principalmente fá-lo tentar o desarme sobre o portador da bola. Se o slider pender para Dupla, a AI buscará um segundo homem para cair sobre quem tem a bola. É uma opção de alto risco, mas que permite deixar esse trabalho para a AI enquanto manualmente se corta linhas de passe ou se preenche zonas vazias com outros jogadores.

A pressão e a agressividade são as táticas que mais impacto têm numa equipa. Por isso, devemos analisá-las com especial cuidado. Mais do que quaisquer outras, elas devem ser definidas em conjunto com as restantes. Por exemplo, pressão e agressividades altas podem até ser uma boa combinação, mas se também se definir passe arriscado e liberdade de movimentos, o mais certo é que os jogadores estejam demasiado fora de posição. Para tornar as coisas mais simples, vamos analisar os prós e os contras apenas das combinações pressão/agressividade mais populares.

Pressão Alta e Agressividade Alta
✅ Muitas chances se o jogador fôr bom.
✅ Possibilidade de surpreender o adversário e de apanhar a defesa contrária fora de posição.
✅ Menor distância à baliza.
❌ Muito suscetível a contra-ataques adversários.
❌ Facilidade de perder a bola.
❌ Risco elevado.

Pressão Baixa e Agressividade Alta
✅ Muitas chances se o jogador fôr bom.
✅ Possibilidade de surpreender o adversário.
✅ Excelente para contra-ataques.
✅ Menos suscetível de sofrer contra-ataques.
❌ Maior distância à baliza adversária.
❌ Convida o adversário a entrar no seu meio-campo.
❌ Suscetível a remates de longa distância.

Pressão Baixa e Agressividade Baixa
✅ Muitas chances se o jogador fôr bom.
✅ Defesa sólida e bom posicionamento.
✅ Neutralização da velocidade do adversário.
❌ Pode ser pressionada facilmente.
❌ Defesa pouco agressiva.
❌ Suscetível a remates de longa distância.


 
 

Largura da Equipa (Team Width)

ℹ️
Afeta a quantidade de jogadores que se aproxima do lado onde está a bola quando uma equipa está a defender. Varia entre 1 e 100.

[vc_row][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚫⚪⚪ 1-33 | Estreita

A equipa defenderá de um modo compacto. Quando a bola estiver nas laterais, os jogadores do flanco oposto prestarão auxílio aos colegas. Quando a bola estiver no centro, a equipa fecha-se o mais possível, deixando espaço livre nas alas.

[/vc_column][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚪⚫⚪ 34-66 | Normal

A equipa não irá defender de um modo particularmente estreito ou largo.

[/vc_column][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚪⚪⚫ 67-100 | Larga

A equipa manterá sempre a sua forma. Os jogadores do flanco oposto não sairão da sua posição para fazer a cobertura, preferindo desse modo manter todos os adversários ‘tapados’ e forçá-los a procurar outras alternativas.[/vc_column][/vc_row]

💬 SUGESTÕES
Esta instrução determina o espaçamento dos jogadores no campo, quando em ação defensiva. Em Estreita, os jogadores concentram-se mais no meio, deixando as laterais mais livres. Tanto os defesas laterais como os médios ala tendem a ocupar a zona central do terreno, dificultando a progressão do adversário por essa zona mas facilitando as subidas pelas linhas. É pois recomendada principalmente para fazer frente a equipas que joguem tendencialmente pelo meio, como por exemplo o super popular 41212 (2). Em Larga, os jogadores defendem na largura total do campo, deixando o miolo mais penetrável mas tapando os caminhos às investidas adversárias pelas alas. Esta opção resulta melhor com equipas com alas e que gostem muito de lateralizar o jogo.

A nossa opinião nesta tática é muito clara: exceto em alguns casos específicos, a largura da equipa deve estar definida para um valor entre 20 e 40. Afinal de contas, todos os que já jogaram futebol se lembram que uma das primeiras regras que os treinadores ensinam é que se joga fechado na defesa e aberto no ataque. Só com um estilo estreito é que se consegue uma defesa sólida, apoiada pelos médios, e que fecha os caminhos pelo centro, caminho preferido para a maioria dos jogadores de FIFA rumo ao golo. Além disso, a maioria dos defesas são bons de físico e de capacidades defensivas, algo essencial a quem jogar pelo meio mas menos importante a quem jogar mais aberto. Nesses casos, é a velocidade a mais valorizada, qualidade mais deficitárias nesses jogadores. Convém ainda lembrar que ninguém marca golos da linha e que com uma defesa mais fechada, os defesas laterais passam a ser mais úteis, pois estarão sempre entre os alas adversários e a baliza, podem dobrar o centrais e mais facilmente são levados para a linha do que para o centro quando jogam abertos.


 
 

Linha Defensiva (Defender Line)

ℹ️ DESCRIÇÃO
Afeta a forma e a estratégia da defesa.

[vc_row][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚫⚪ | Cobertura

Os jogadores manterão a forma da equipa.

[/vc_column][vc_column width=”1/3″]Guia de Táticas Personalizadas para FIFA 18 Ultimate Team
⚪⚫ | Em Linha

A linha defensiva trabalhará como um bloco para deixar os adversários em fora de jogo.[/vc_column][/vc_row]

💬 SUGESTÕES
Esta instrução define se a defesa irá jogar em linha ou não. Em Cobertura, os jogadores concentram-se em defender o melhor possível e em fechar todos os caminhos ao adversário, independentemente da movimentação deste. Dificilmente alguém será apanhado em offside pois estará sempre um defesa a acompanhar o atacante. Em Linha, os jogadores mais recuados jogam de forma concertada, atentos à movimentação dos colegas e dos adversários, de modo a tentarem deixá-los em situações de fora de jogo. É uma opção de maior risco, que deve ser utilizada preferencialmente perante oponentes que insistam em lançamentos longos, mas que pode anular jogadas perigosas de modo quase automático. Porém, caso o adversário consiga fugir ao impedimento, pode ficar a sós na cara do guarda-redes em condições ótimas de finalizar.

Na nossa opinião, Cobertura é a opção mais ajustada mas Em Linha também é perfeitamente válida devendo a escolha ser tomada em função do estilo de jogo e do adversário.

 
 

Nascido no final dos anos 70, Rodrigo Lopes é por natureza um entusiasta de video jogos. Começou por um ZX Spectrum 48k e jogou todos os jogos da série FIFA. Este engenheiro, que também escreve sobre jogos FIFA num outro popular website, vive o futebol e ama o Benfica. Junte-se a ele no Google Plus.

38 COMENTÁRIOS

  1. olá a todos amantes do Ultimate team como eu , parabéns pelas dicas , mesmo obtendo uma percepção de que as táticas personalizadas são extremamente importantes para o crescimento dentro do modo , acho que o famoso Handcap acaba meio que impossibilitando que todos esses atributos sejam precisos (e não acho errado porém torna difícil sua compreensão). Estou estudando todos esses recursos e tentando estruturar meu repertório de táticas para se unir a minha jogabilidade mas confesso que não é fácil esse processo , venho nos últimos tempos aprendendo muito , uma dificuldade que tenho é a percepção de qual melhor momento dentro de uma partida para mudar a tática teria alguma coisas que posso me atentar para ter esse melhor percepção ? ? Obrigado !

    • É sem dúvida difícil testar essas configurações de táticas pois são muitas e exigem muito tempo. Uma boa forma de começar é seguir a dica do Mário Inglese: começar tudo a 50 e depois ir ajustando uma a uma para perceber as diferenças. Assim que tiver a configuração que julgar ideal e já estiver a dominar bem as táticas, será fácil definir os momentos do jogo em que deve alterá-las (quando o resultado muda, quando o jogo se aproxima do fim, quando deteta uma fraqueza no adversário que pode ser explorada, etc). Abraço

      • Obrigado pela lembrança Rodrigo!!!

        Abraços

        PS: Estava torcendo para o CR7 fazer história… e como sempre decidindo para o Real Madrid.

    • Olá André,
      Como citado pelo Rodrigo vc deve sempre começar a ‘entender’ como seu time joga e as variáveis possíveis dentro da sua formação. Começar com tudo no 50 quer dizer que o time todo irá seguir a formação das 3 linhas e irá, assim como 3 vagões de trem ligados entre si, atacar e defender conforme a IA mandar/entender.
      O que isso quer dizer na prática é que não existe a possibilidade do ‘meio-termo’… deixar no 50 significa que o time ora estará próximo do 1 e ora próximo do 100. Ou estará ‘recuado’ ou estrará ‘ofensivo’ com as 3 linhas próximas, 3 blocos caminhando juntos.
      Isso facilita a organização tática do seu time em campo, porém facilita a vida do adversário e principalmente da IA e a atuação , pasmem!!! do Handicap… A marcação e a movimentação fica ‘previsível’ e ‘automática’.
      Um bom começo é começar a mudar para os extremos, tudo no 1 ou tudo no 100, exceto a Largura da equipe (segredo oculto) onde é melhor sempre ser entre 33 e 50.
      Outra sugestão, se tiver algum tempo disponível comece a ‘treinar’ algumas partidas no SB off line, usando essas alterações e dando instruções específicas aos laterais e pontas, como chegar por trás.
      Se fizer corretamente irá ver claramente dentro do jogo off line seus laterais ou pontas fazerem a ultrapassagem e ficarem ou deixarem o ATA na cara do gol. Isso é bom para ir se acostumando a ‘enxergar’ a movimentação dos seus jogadores e do adversário, no caso a máquina (ela não comete erros bobos).
      Assim vc adquiri experiência para os jogos on line e da WL e fica mais seguro em poder fazer alguma alteração pontual dentro do jogo.
      Os momentos decisivos, ou onde há possibilidade de maior manipulação de resultados são os 5 min iniciais e os 5 min finais de cada tempo. Nos jogos que vc estará disputando final de campeonato, subida de divisão, decisão das 4 partidas, etc… jogos importantes… maior possibilidade de manipulação.

      Abraços e excelente jogos!!!

  2. essa tatica do orgazinado no ataque e muito bom , no ultimo terço do campo jogo no 4.3.3 (4) e defesa posição livre nos dois primeiros terços do campo, o atacantes não voltam e fica 4 no ataque a pressão é baixa e agressividade dupla

  3. Olá Rafael,
    Já tive um time da Bundes, porém existem algumas posições deficientes como os laterais e o meio de campo, os melhores jogadores da Bundes são (na minha humilde opinião):
    Neuer, Boateng, Sokratis, Aubameyang, Lewandowski, Vidal, Robben.
    Por esse motivo misturava esses jogadores com outros de outras ligas, onde existe mais opção de melhor qualidade para a maioria das posições.
    Deste modo o melhor é ter um time híbrido como a Bundes A (Bundesliga + Série A) onde existe o Tolisso para ligar com o Matuidi, etc…
    Hoje tenho um híbrido com o Maldini 88 (LB) e o Zanetti 88 (RB), De Gea, Azplicueta, Sérgio Ramos, Suárez, Kanté, Modric, Saul IF, Coutinho, Hazard e Bale e Paulinho + 1 time reserva da PL.
    O time que sugeri é apenas para analisar os jogadores em cada posição, caso não goste do jogador é só substituir por outro que tenha características próximas ou semelhantes.
    Por ex. eu já tive o CR7 e não consigo jogar bem com ele, prefiro o Coutinho ou Hazard ou Son ou Sánchez para ser PE/ME/MAE.
    O CR7 no meu estilo de jogo seria meu centroavante de ofício o camisa 9 ATA) ou um camisa 10 MEI que chega por trás e dispara o tiro mortal p/ o gol.

    Abraços

  4. Parabéns Rodrigo Lopes, mais um brilhante, completo e esclarecedor artigo sobre ‘os segredos do FUT’ que é esse Guia sobre Táticas Personalizadas.
    Realmente é muito difícil encontrar um Guia tão completo e muito explicativo sobre Táticas Personalizadas.
    Eu fiquei 2 anos debruçado sobre esse assunto e hoje consigo mudar as táticas com certa facilidade, porém ainda existem momentos que é impossível competir com o adversário e com o famoso handicap ou mesmo com a própria máquina e a IA (burra ao extremo).
    As Táticas Personalizadas e as Instruções aos Jogadores caminham juntas, e nem sempre se entendem perfeitamente, pois existe entre elas os jogadores (bonecos que controlamos) e existe o player (aquele boneco que fica atrás do controle achando que está controlando o jogo).
    No meio de tudo isso ainda existe a EA Sports que manipula o jogo todo utilizando scripts e uma série de artifícios como o handicap, bugs, etc…
    Nesse sentido e para podermos jogar com certa facilidade bloqueando e eliminando essa interferência que as táticas personalizadas e as instruções aos jogadores atuam de forma ‘brilhante’.
    De certa forma quando alteramos qq coisa no jogo, a IA e outras manipulações se perdem e não conseguem atuar de forma ‘correta’ e esperada dentro da programação definida pela EA Sports.

    Abraços e Parabéns novamente pela maravilhosa ajuda sempre!!!

  5. Galera,
    Boa Tarde!
    Tudo bem com vocês?
    Estou passando muita raiva com o FIFA. Preciso da ajuda e conselhos com instruções e táticas personalizadas que funcionem, não estou acertando.
    Já li todos os tutoriais e não acerto. Ou o time fica muito defensivo, ou fica exposto demais. Tenho mais de 60% de posse de bola, gosto de jogar com toques curtos e com posse. Mas, sempre tomo gol no toque 1-2 do adversário, sai sozinho na cara do gol. Não entendo…
    Meu time (433 – 2): Neuer; Pischek, Sokratis, Ginter (86) e Alaba; Vidal, Tolisso (84) e James Rodigues; Reus, Batshuavy (87) e Yarmolenko (84). *entre paranteses são cartas especiais
    O que me recomendam para tatica personalizada e instruções? Mudo a formação?
    Obrigado pela ajuda e atenção de todos.
    Abraços!

    • Olá Rafael Longo,
      Abrir mão do maior velocista do jogo no ATA que é o Aubameyang não entendi?!
      Abaixo segue uma pequena sugestão de formação 4-3-3 (3) com 2 CDM que protege mais a defesa e algumas alterações pontuais:
      – Boateng é melhor que Ginter IF
      – Goretzka como CDM é melhor defensor que Tolisso IF
      – Bailey IF (85) é ‘bugado’ e veloz p/ contra-ataque rápido e mortal
      – Bellarabi é outro jogador veloz na ala direita
      – Aubameyang é o mais ‘bugado’ e veloz do jogo todo e exímio finalizador.

      link > https://www.futbin.com/18/squad/4452016

      Com esse time ‘alterado’ vc começa nessa formação mais ‘fechada’ e no decorrer do jogo ou no 2º tempo pode alterar p/ outra formação conforme o adversário.

      No banco com Robben, Tolisso e Coman vc tem 3 opções de substituições caso necessite mudar o jeito de jogar e não se arrependerá.

      Para a tática personalizada é só ler este magnífico artigo do Rodrigo Lopes, mas se quiser pode começar com a tática normal – tudo no 50 e ir afinando com o decorrer da partida.
      Sugestão p/ o 2º tempo é colocar tudo no 100 e só deixar os cruzamentos e largura da equipe no 50 ou menos.
      Se quiser uma defesa mais fechada é só colocar 33 – 35 – 33.

      Quanto as instruções deixe os laterais Alaba e Piszczek ficarem atrás e marcação agressiva e os CDM com marcação homem-a-homem, ficar atrás e marcação agressiva. O James com liberdade para atacar e chegar p/trás assim como os alas/pontas chegar p/trás e o Auba também chegar p/trás e ficar no centro.

      Pode também mudar os jogadores de posição invertendo os laterais e os alas/pontas e trocando o James com o Auba. O adversário irá ficar ‘louco’ e o handcap irá perder a marcação e não conseguirá mais acompanhar as jogadas e ficará perdido em campo.

      Abraços e espero ter ajudado de alguma forma!!!

      • Mário,
        Show as suas dicas, muito obrigado amigo. Vou colocar em prática já.
        Com a grana que vale este time, vc manteria Bundesliga ou migraria para outra?
        Abraços e muito obrigado!

        • Olá Rafael,
          Dê uma lida no meu comentário acima. Acho que poderia montar um híbrido onde a possibilidade de melhorar o time é infinito e não fica preso a uma única Liga ou nacionalidade.

          Abraços

          PS: Algumas posições se puder adquira um Icon que estão baratos no momento, além de ser um investimento ótimo.

  6. Parabéns pelos ótimos artigos!
    Pouco é falado sobre as características/”traits” dos jogadores. Seriam elas mais importantes que os “stats”? Como se manifestam “in game”? Já publicaste algo a respeito (se sim, por favor me indique)?
    Um abraço do Brasil.

    • Obrigado. Quse nada foi publicado sobre esse tema pois, pelo menos até há relativamente pouco tempo, a informação que nos tinha sido passada é que elas não contavam para o modo Ultimate Team. Se viermos a ter confirmações oficiais, lançaremos um guia, e certamente abordaremos as questões que colocou.

    • Olá Rafael,
      Os traits ou características realmente importam SIM quando na análise do jogador e sua função dentro da equipe que iremos construir. Aqui no Brasil existem vários youtubers que analisam os jogadores mais ‘bugados’ do Fifa 18 considerando exatamente essas características.
      Por ex. o Suárez é o melhor ATA do jogo, assim como o Aubameyang e os 2 jogadores tem 1 característica em comum que é:
      – Se joga (em jogadas dentro da pequena área se joga literalmente na bola para marcar o gol)
      Essa característica segundo esses youtubers é a mais importante, lógico que aliada com precisão na finalização, força do chute, curva, etc…
      O Auba e o Jesus tem a mesma característica e óbvio tem stats excelentes para FINALIZAÇÃO, CHUTE, ETC…
      Em resumo as traits importam SIM, mas apenas como um dado a mais para os jogadores ‘bugados’ dentro do jogo FIFA 18.
      Porém, no FUT essas características não aparecem in game e vc necessita buscá-las em outros sites, como o futbin e outros.
      Pesquise na internet que encontrará vários post sobre jogadores ‘bugados’.

      Abraços e um excelente fim de semana!!!

      • Obrigado por responder! Ja vi videos sobre isso, mas o estilo das informações passadas aqui neste site tem rigor científico. Minha preocupação é que estas características, em tese, orientam o jogador a tomar atitudes importantes dentro do jogo, e fica difícil na hora de escolher não saber quê conta mais, se é o “se joga nas divididas” ou o status da “combatividade”, por exemplo. Sou fascinado por esta quantia de variáveis atuando no jogo (e gostaria que elas realmente fizessem a diferença)!

        • Parabéns Rafael,
          Realmente o ‘rigor científico’ que norteia o fifaUteam e o Rodrigo Lopes é inegável, como também é inegável que o site fifaUteam é o melhor site sobre Ultimate Team do planeta, assim como o Rodrigo Lopes é um dos maiores, senão o maior especialista de UT da galáxia. Isso é inegável e incontestável.
          Apenas, e isso é outra constatação, que alguns pontos ‘nebulosos’ do UT não definidos claramente e explicados pela EA Sports, como os traits, não são objeto de análise oficial do fifaUteam.
          Porém, mesmo não sendo objeto de análise e não sendo explicados claramente pela empresa canadense, não quer dizer que não existam dentro do jogo e que fazem parte das inúmeras ‘manipulações’ do jogo, assim como o handicap, os bugs, os glitchers e demais aberrações.
          Quem já jogou com o Gabriel Jesus e tem o Suárez como ATA no seu time, ou já utilizou o Aubameyang e quase todos os jogadores considerados ‘bugados’ percebe facilmente que in game as características mencionadas por esses youtubers fazem todo o sentido.
          Porém, apenas a EA Sports teria a ‘sua resposta’ correta e definitiva sobre essa questão.
          Em tese, o que deveria nortear a definição da escolha da equipe ideal e do jogador ideal para cada posição dentro da ‘sua’ formação ideal já foi exaustivamente explicado pelo Rodrigo Lopes em algum artigo aqui do fifaUteam.
          Porém, depois de montar esse excelente time vc acaba tomando um ‘chocolate’ de um time ‘teoricamente’ mais fraco contra um adversário que não sabe nem chutar ou tocar a bola, daí é o famoso handicap atuando…
          Nesse sentido, e apenas para não me alongar mais, é que os traits e os jogadores ‘bugados’ atuam como uma válvula de escape, atuando como verdadeiros Reis ou Rainhas no tabuleiro de Xadrez. Intocáveis e com um poder de atuação maior que todos.
          Claro, isso é única e exclusivamente uma opinião muito pessoal, falta o ‘rigor científico’ para estabelecer qq verdade absoluta sobre essa questão.
          Mas, diga-me você quem teria essa verdade absoluta sobre o Ultimate Team, senão a própria criadora do jogo, no caso a empresa canadense EA Sports.
          Mesmo assim, acho difícil poder ter uma análise científica verdadeira e imparcial, mesmo porque o jogo contém erros de programação grotescos e reconhecidos pela maioria da comunidade.

          Abraços e espero que encontre suas respostas!!!

          PS: já tenho mais de 1.000 partidas de UT nessa temporada 18, somadas a mais algumas temporadas anteriores. Meu game play é de ruim a médio, como a maioria dos mortais normais que são viciados nesse jogo.

          • Certo. Este “mistério” é o que acaba por atrair tantos jogadores ao fifa, e também mantê-los em plena atividade ano após ano. Meu questionamento era mais para debater sobre as tantas variáveis que atuam no jogo. Uso Gabriel Jesus no ataque, mesmo após testar vários atacantes, como Suarez e Bale (podem me julgar hehe, e é uma pena não ter paciência para juntar coins para comprar CR7). Já que mencionou, também lhe digo: oscilo entre a primeira e segunda divisão das temporadas online (qual seria a porcentagem de jogadores que frequentam cada divisão?), e costumo ficar ouro 3 ou 2 na WL. Abraços

          • Já ia me esquecendo: jogo desde o FIFA 94, e UT desde o fifa 14; neste FIFA 18 já tenho em torno de 1500 partidas e, pasmem, não consigo acreditar em handcap. Acredito que seja muito difícil ser um jogador de elite, assim como acontece na vida real, e poucos tem o dom/ ou as aptidões que fazem ser destaque neste jogo. Como pro players conseguem 40/0 (ou próximo disso) na WL semana após semana e não sofrem com handcap? Abraços

        • Parabéns Rafael,
          Encontrei um jogador experiente e com uma game play de respeito que NÃO ACREDITA em handicap.
          A questão não é acreditar ou não acreditar, como vc mesmo disse que o fifaUteam usa critérios e rigor científico para estabelecer sua opinião, as crenças pessoais são muito fortes e atuam profundamente no nosso inconsciente a ponto de ‘reverter’ e ‘mudar’ muitas situações.
          Apesar das diversas ‘opiniões’ contraditórias sobre handicap, bugs, glichters e etc…
          Falta realmente a comprovação com rigor científico sobre esses assuntos. Mas, o que é inegável que qq player que tenha jogado tanto Ultimate Team não se tenha NUNCA deparado com as ‘manipulações’ ou ‘coisas estranhas’ que acontecem durante uma partida.
          Você deve ser uma pessoa de sorte, pois existem várias postagens e inúmeras ocorrências desses fatos na internet e muitos entre os próprios pro players.
          Concordo que os pro players tem habilidades muito melhores que a nossa e dedicação muito maior e patrocínio e etc… etc… etc…
          Mas, mesmo eles consideram a manipulação da EA Sports, é só verificar o que aconteceu no último campeonato patrocinado pela empresa canadense.

          Abraços e apesar de não concordar com sua opinião a respeito muito.

          PS: a empresa canadense já alterou o formato da WL diversas vezes, muitas delas por descobertas da própria comunidade de glichters e bugs que alguns jogadores considerados pro players utilizavam para conseguir 40/0 derrubando os servidores com ligações de celular.

          • kkkk Claro, Rodrigo! Minha ID no xbox one é rvboff. Não sei se a internet permite um amistoso sem entraves com o oceano atlântico no meio, mas seria um prazer!

            E Mário, obrigado por levar adiante a discussão. Fóruns sérios sobre o jogo seriam importantes para os jogadores. E também respeito sua opinião. Têm coisas que às vezes parecem inexplicáveis, mas discordando de você, digo que elas existem na realidade também. Analisemos Roma x Barcelona ontem: se fosse no FIFA18 98% da comunidade diria que foi handcap! Abraços

  7. eu faço marcação larga que fecha mais a laterais e pressão baixa adoro jogar no contra ataque e jogo com cobertura apesar de gostar de fazer o impedimento da certo principalmente quando o adversario joga com 2 atacantes

  8. parabéns pelo guia muito sempre quis ver um guia parabéns rodrigo, gosto de utilizar a tatica marcação aberta com os laterais com a perna oposta no lados a marcação se encaixa muito bem, utilizo valencia na esquerda e shaw na direita para fechar o passe no meio

  9. Genial! Geralmente jogo usando táticas de outras pessoas, percebo resultado porém as vezes não realizo o que preciso em campo. Farei testes de acordo com o que muda em cada item e tentei chegar na minha própria opção tática. Parabéns por mais artigo excelente Rodrigo.

Comente

Please enter your comment!
Please enter your name here