Guia de Fitness para FIFA 15 Ultimate Team

58

 
 

Saber gerir a condição física dos seus atletas é algo fulcral se quiser ser bem sucedido em FIFA 15 Ultimate Team. Nós ajudamo-lo com este guia de fitness.

 
 
Acesso Rápido

 
 
 

 
 

Introdução ao Guia de Fitness para FUT 15

 

Este guia foi criado para preencher um vazio de informação relativamente a este tema. Ele é vocacionado para os menos experientes, que daqui poderão retirar valiosas informações que os ajudarão a melhorar o seu clube, mas também para os mais entendidos, que muitas vezes possuem conhecimentos que não correspondem à realidade.

Mostrarmos o que é o fitness, a sua importância no jogo e quais os fatores que o afetam, assim como quantificamos a sua variação. Desmistificamos o conceito de stamina e descrevemos ainda tudo o que diga respeito a este tema, incluindo as cartas de preparadores físicos, as cartas de treino físico ou a estreita relação entre lesões e fitness. Mais importante ainda: enumeramos, sugerimos e explicamos detalhadamente os vários métodos para manter uma equipa sempre fresca. Tudo para que não lhe escape nada.

 
 

 
 

Fitness – Definição e Conceitos Básicos

 

Fitness é uma palavra de origem inglesa e significa ‘estar em boa forma física’. Ela está diretamente relacionada com a agilidade, velocidade, equilíbrio postural e coordenação motora de um indivíduo.

Em FIFA 15 Ultimate Team, e à semelhança dos seus antecessores, o fitness é medido numa escala numérica entre 1 e 99. O 99 corresponde à condição física ideal de um jogador. É a máxima que ele pode atingir. O 1 corresponde a um estado crítico que você não vai querer conhecer.

Há várias maneiras de você poder visualizar a condição física de um determinado jogador:

 

  • Antes de começar o jogo
  • Menu de equipa ativa – RS para o lado

    Guia de Fitness para FIFA 15 Ultimate Team

     

    Menu de equipa ativa – selecionar jogador – Player Details (RS/R3)

    Guia de Fitness para FIFA 15 Ultimate Team

     

  • Depois de iniciar o jogo
  • Barra azul imediatamente acima do nome do jogador

    Guia de Fitness para FIFA 15 Ultimate Team

     

    Pausa – Barra verde acima do nome do jogador

    Guia de Fitness para FIFA 15 Ultimate Team

     

    Pausa – Team Management – Squad – (selecionar jogador)

    Guia de Fitness para FIFA 15 Ultimate Team

     

    Durante um jogo, existem dois níveis de fitness para cada jogador: o instântaneo, representado por uma barra azul que passa a vermelha em situações extremas; e o acumulado, representado por uma barra branca sobreposta pela barra azul. O primeiro diminui aquando de sprints, disputas de bola ou outros esforços, regenerando de seguida. O segundo vai reduzindo gradualmente ao longo de um jogo e serve de teto para o fitness instântaneo.

    Uma análise cuidada à seguinte imagem permite clarificar quaisquer dúvidas. O jogo decorre de 1 para 5, e como se pode ver a maior das barras está cada vez mais pequena. Em 1, a barra está quase completa. Só não está toda cheia porque o jogador não começou com 100 de fitness. Ao contrário do que acontece em 3, em 2 o jogador está a correr e por essa razão está momentaneamente mais cansado, ou seja, menos apto a continuar a fazer esforços. Porém, a barra branca está maior o que significa que com um pequeno descanso ele estará em melhores condições do que em 3. Em 4 ele está muito perto de ter de sair do jogo pois não consegue realizar esforços durante muito tempo. Cansa-se facilmente. Em 5, o jogador atingiu a situação limite.

    Guia de Fitness para FIFA 15 Ultimate Team

    Clique em cima da imagem para maximizá-la


     
     

    O rendimento de um jogador em campo depende basicamente de quatro fatores:

      – perícia de quem o controla e do adversário;
      – atributos (incluindo work rate, weak foot e star skills);
      – química (individual e da equipa, para além do estilo de química);
      – e fitness.

    Há muita discussão sobre os três primeiros. Os jogadores tendem em tentar melhorar a sua qualidade de jogo, em procurar os atletas mais dotados e a construir equipas com o máximo de química possível, mas nem sempre prestam a devida atenção à preparação física dos seus jogadores. Este é sem dúvida o fator mais ignorado. E não devia ser. Um jogador com um nível de fitness muito baixo irá ter um rendimento muito inferior no jogo. Os seus movimentos serão mais lentos, aparentará ser menos ágil e obviamente não conseguirá acompanhar a velocidade dos seus colegas e adversários. Além disso, é também mais propenso a lesões. Com um nível de fitness deficiente, um Cristiano Ronaldo poderá parecer um jogador de bronze.

     
     

     
     
     

    Como e Quanto Varia o Fitness ?

     

    Normalmente um jogador de campo perde entre 3 e 5 pontos de fitness por partida e um guarda-redes entre 0 e 1

    A condição física de um jogador melhora com o descanso e com o exercício físico moderado, e piora com o exercício físico elevado e com eventuais lesões. Isso é o que se passa na vida real e é também o que se passa em FUT 15. À medida que os seus jogadores vão participando em jogos, o seu nível de fitness vai diminuindo. O descanso ou o treino específico podem devolver-lhe a condição física ideal.

    O nível de fitness de um jogador ao longo de um jogo depende do desgaste que ele tem em campo. De um modo geral, pode-se dizer que será maior ou menor em função dos seguintes cinco fatores:

      Tempo de jogo
      O fitness gasto durante um jogo é diretamente proporcional ao tempo em que um jogador está em campo. Se jogar apenas metade de um jogo terá metade do desgaste que teria se tivesse efetuado toda a partida. Obviamente que este não é o único fator, até porque há jogos que exigem mais ou menos esforço. Mas se pensarmos em dois jogos com os mesmos pressupostos, a perda de fitness será proporcional aos minutos em campo. Poderá fazer uma substituição se quiser poupar a condição física de algum dos seus jogadores para o jogo seguinte, mas ao fazê-lo estará não só a gastar um contrato extra como a diminuir o fitness do jogador que entrar para o seu lugar.

     

      Resistência / Stamina
      A stamina varia de jogador para jogador e mede a velocidade a que um jogador perde nível de fitness ao longo de um jogo. É fácil perceber que um jogador mais resistente, com stamina elevada, irá perder menos nível de fitness no decurso de um jogo que um jogador menos resistente. Por esse motivo, ele acabará o jogo menos cansado, ou seja, com um nível de fitness superior. Para garantir que os seus jogadores conseguem correr no final dos jogos da mesma forma que o fazem no início, você deverá escolher jogadores com a IG stat ‘Stamina’ alta.

     

      Esforço despendido
      Um jogador fica mais cansado se esforçar-se mais. Essa taxa de esforço é medida em FUT 15 pelo número de metros percorridos e pela intensidade e frequência das lutas de corpo. Jogadores que atuem em posições menos móveis são propensos a ter menor diminuição de fitness. É o caso dos guarda-redes, cuja condição física permanece intacta por muito mais tempo. Eles são também os jogadores que menos têm de usar o seu corpo para ganhar duelos com os adversários. O esforço despendido por um determinado jogador depende única e exclusivamente de quem o estiver a controlar. Neste caso, de si.

     

      Lesões
      Há dois tipos de lesões: as que obrigam à saída de campo do jogador e as que apenas diminuem a sua condição física. Neste segundo caso, a decisão cabe a si. Pode mantê-lo em jogo ou não, sabendo de antemão que ficará com um jogador em sub-rendimento. Ele pode até estar em campo meia dúzia de minutos e ainda não ter percorrido metros quase nenhuns, mas uma entrada mais ríspida do seu adversário pode afetar fortemente o seu nível de fitness. Se quiser preservar a condição física dos seus jogadores, deverá evitar o confronto físico perante adversários mais agressivos. Normalmente as entradas por trás são as grandes responsáveis por este tipo de lesão. Quando abusar do físico do seu jogador, insistindo para que ele percorra sozinho o comprimento do terreno de jogo várias vezes, estará a proporcionar as condições necessárias para as lesões musculares, com implicações diretas ao nível do fitness do jogador.

     

      Work Rate
      A taxa de trabalho de um jogador, que no modo Ultimate Team não pode ser alterada, afeta decisivamente a quantidade de pontos de fitness que ele irá perder. Ela define a predisposição que um jogador tem em ocupar diferentes zonas do terreno. Ou seja, o quanto ele corre ao longo de um jogo mas apenas quando não está a ser controlado por si. Ela é independente do esforço despendido pois aí é você que determina quanto é que o jogador corre. Mesmo que você quisesse poupar um jogador em particular, não poderia fazer nada pois a sua taxa de trabalho define se ele irá ou não correr quando você não o estiver a controlá-lo, e você não pode controlar um só jogador durante todo o jogo, não é ?! Jogadores com ambos os work rates altos, defensivos e atacantes, são os que têm maior propensão a ficarem desgastados mais rapidamente.

     

    Para recuperar fitness um jogador tem de ser colocado nos suplentes ou nas reservas

    Imediatamente após um jogo, pode visualizar a perda e o aumento do fitness de cada um dos seus jogadores e até dos adversários no menu ‘Players Ratings’, separador ‘Fitness’, tal como a imagem abaixo exemplifica. Não só é possível você ficar a saber quantos pontos de fitness cada jogador perdeu como também quantos pontos é que cada suplente eventualmente ganhou (canto inferior esquerdo). A recuperação física dos jogadores colocados nas reservas não é indicada neste menu. Nos jogos amigáveis não é possível ter acesso a estas informações, o que no nosso entender não faz sentido, pois há perda de fitness na mesma.

     

    Guia de Fitness para FIFA 15 Ultimate Team

    Neste caso, o guarda-redes terminou o jogo com a mesma condição física com que o iniciou


     

    O ganho e a perda de fitness depende do tipo de jogos em que você participa.

    Há lugar à diminuição e ao aumento da condição física, se colocados nas reservas ou suplentes, em jogos dos seguintes modos de FUT 15:

      Single Player Épocas
      Single Player Torneios
      Online Épocas
      Online Torneios
      Online Single Match
      Desafio TOTW

    Há lugar à diminuição mas não ao aumento da condição física, mesmo que colocados nas reservas ou suplentes, em jogos dos seguintes modos de FUT 15:

      Amigáveis Online
      Defrontar Equipa do Amigo

    Ou seja, independentemente do tipo de jogo realizado, os jogadores podem sempre perder fitness. Porém, a recuperação dos jogadores que ficaram a descansar só é possível se o jogo não for amigável.

     

    Regra geral, um jogador de campo pode perder entre 7 e 0 pontos de fitness ao longo de um jogo. Porém, na esmagadora maioria dos casos apenas perdem entre 3 e 5 pontos. Os avançados são os que perdem menos. Na outra ponta do terreno, os guarda-redes não costumam perder mais de dois pontos, sendo que normalmente nem chegam a diminuir a sua condição física ou fazem-no em apenas um ponto.

    Um jogador não pode recuperar mais de 35 pontos de fitness num só jogo de descanso

    O descanso fora dos 23 jogadores selecionados para uma equipa não dá direito à recuperação de fitness. Se quiser que a condição física de um jogador melhore, terá de colocá-lo nos suplentes ou nas reservas. É indiferente se o faz num lado ou noutro. O aumento de fitness é rigorosamente igual. Na maioria das vezes, um jogador que não seja utilizado durante um jogo recupera 15 pontos de fitness, salvo se a diferença entre o nível máximo (99) e o seu nível à altura do descanso for inferior a 15. Nesse caso recupera apenas o suficiente para perfazer os 99.

    Quanto mais baixo for o nível de fitness que o jogador tenha atingido, mais tempo ele terá de ficar afastado dos relvados. A taxa de recuperação estimada depende do nível de fitness atual, tal como a seguinte tabela elucida:

    ESTADO DO FITNESSFITNESS ATUALTAXA DE RECUPERAÇÃO
    Muito Alta 85 – 100+10
    Alta70 – 85+15
    Baixa50-69+20
    Muito Baixa35-49+25
    Crítica0-34+35


     
     

    DICA

    Se quiser saber quantos pontos de fitness um jogador vai recuperar, coloque-o nos suplentes e no final do jogo, antes de sair do mesmo, vá a ‘players ratings’ – ‘fitness’.


     
     

     
     

    Resistência

     

    A stamina é agora mais importante do que nunca e nós iremos explicar porquê. Mas o assunto exige uma resposta cuidada. Daí dedicarmos um capítulo exclusivamente a ela.

    A stamina, ou resistência em português, mede a taxa de variação de cansaço de um jogador durante um jogo. Ou seja, mede a propensão que um jogador tem em perder fitness. Um jogador com uma stamina baixa tem tendência a se cansar mais rapidamente. Quando chega aos últimos minutos de jogo ele já não é capaz de sprintar e todos os seus movimentos são muito lentos. Por outro lado, os jogadores com work rates altos deveriam ser mais resistentes, com maior stamina, para que pudessem colaborar ativamente em todas as jogadas de igual modo, independentemente de elas acontecerem no início ou no final do jogo.

    A recuperação física de um jogador colocado nas reservas ou nos suplentes é igual

    A resistência de um jogador afeta a sua condição física ao longo de um jogo, pelo que naturalmente também é muito importante na definição do nível de fitness após o mesmo.

    Então porque é que a stamina é mais importante agora que nos anos anteriores ? Basicamente porque antes ela não existia. Por outras palavras, todos os jogadores de FUT 15 se cansavam à mesma velocidade. É uma decisão pensada, ponderada e totalmente intencional por parte da produtora. Deste modo, o jogo ficava mais rápido pois os jogadores não se cansavam tanto ao longo do jogo. O facto de nos outros modos de jogo todos começarem com fitness 99 e em Ultimate Team isso não acontecer necessariamente, é insuficiente para anular esse acréscimo de velocidade.

    A ausência de stamina em edições anteriores ajudava ainda a explicar outras coisas que muitas vezes são justificadas pela comunidade com causas erradas.
    É o caso dos pace abusers, jogadores que baseiam todo o seu jogo na velocidade dos seus atletas. Este tipo de jogadores eram muito comuns no modo Ultimate Team pois bastava escolherem futebolistas rápidos com fitness máximo para terem sucesso. Eles quase não se cansavam, pelo que podiam correr o jogo todo como se não houvesse amanhã.
    Outra ocorrência muito frequente em Ultimate Team eram os golos nos últimos minutos de jogo. Nos outros modos, os jogadores chegavam cansados a este momento da partida. Tanto os defesas como os avançados. Porém, a tarefa dos defesas ficava facilitada pois eles não necessitavam tanto de mobilidade como os avançados para alcançarem o seu objetivo. Em Ultimate Team, os avançados continuavam frescos e tinham maior probabilidade de causar estragos na defesa contrária.

    Sim, nós sabemos. Você está a ler isto e está a pensar que o jogo está mais rápido este ano. E tem razão. Mas não devido à stamina. O que aconteceu é que a EA tentou compensar a introdução da resistência com o aumento artificial da velocidade do jogo mas falhou claramente nesse acerto. A estratégia da EA Sports passa pela diferenciação do produto: num mesmo jogo oferece um modo mais rápido (Ultimate Team) e outros modos mais lentos. É como dar ao consumidor a possibilidade de escolher em que velocidade quer jogar.

    Todos os anos a comunidade pede à EA Sports que torne o jogo mais estratégico e menos voltado para a velocidade dos jogadores. Eles poderiam ter feito isso, sem dificuldade nenhuma, bastando que para tal tivessem adicionado a resistência a este modo de jogo sem mexerem na velocidade. Porém, optaram por manter o jogo quase tão rápido como em FUT 13. Talvez porque existirem jogadores rápidos venda mais pacotes do que existirem jogadores com resistência elevada.

    Para si tudo isto pode ser novo e difícil de assemelhar. Vão começar a surgir dúvidas e nós estamos cá para esclarecer, como sempre fazemos. A primeira desconfiança que terá tem a ver com o facto de anteriormente os jogadores não se cansarem ao longo do jogo. Na verdade eles cansavam-se durante o jogo, sempre que participavam ativamente numa jogada durante um longo período de tempo ou sempre que você pressionava freneticamente no LB ou L1 na esperança de vê-los correr ainda mais depressa. A barra azul dava lugar a um preenchimento de barra branca que, no limite, passava a vermelha. O que se passava é que esse era um cansaço instantâneo. Bastavam alguns poucos segundos para que o jogador recuperasse toda a sua energia e voltasse ao seu estado de fitness máximo. Só após uma sucessão de jogadas deste tipo, é que o nível máximo de fitness baixava muito ligeiramente. Era como se todos os jogadores tivessem stamina máxima, ou seja, fossem tão resistentes que quase não se cansavam.

    Existe stamina em FIFA 15 Ultimate Team

    Se não acredita em tudo isto, ou se não está totalmente convencido, nada como pegar no comando e confirmar por si mesmo. Comece um jogo de FIFA 14 ou anterior no modo Ultimate Team, pare, vá ao menu de substituições, escolha um jogador qualquer e navegue até aos seus atributos físicos. Qual a stamina que lá está ? Não é a mesma que supostamente está inscrita na carta, pois não ? É diferente da que você encontra numa base de dados, não é ? Se reparar bem, a stamina indicada é igual ao nível de fitness com que ele começou o jogo. E se ao longo do mesmo for consultá-la várias vezes, verá que ela não muda. Do início ao fim do jogo, ela é sempre igual. Experimente ainda correr durante todo o jogo com um jogador com work rates altos. Como é que ele está no final do jogo ? Praticamente fresquinho que uma alface, não é ? Tente ainda fazer tudo isto mas noutro modo de jogo. Já viu bem a diferença ? Convencido ? Pois é, em Ultimate Team não existia stamina. Ou melhor, ela não era diferente de jogador para jogador, pelo que não tinha nenhum papel na definição do fitness.

    Agora já percebe porque é que frequentemente nas bases de dados os jogadores tinham uma stamina definida para as suas cartas regulares mas nas respetivas In Form surgiam coisas como ’99’, ’80’ ou ‘-‘ ? Nós explicamos. Todas elas cometiam o erro de colocar uma stamina para a carta regular pois as informações que elas apresentavam eram retiradas de outros modos de jogo. Na verdade, essa stamina não existia e seria preferível que não a colocassem para não o confundir. Não podiam fazer o mesmo para as cartas In Form porque essas cartas não existiam fora do Ultimate Team e como tal não tinham onde ir buscar essa informação. Preferiam então inovar. As bases de dados mais precisas indicavam que não tinham stamina. Outras indicavam ’99’ correspondente a uma alta resistência para todos os jogadores, o que não era de todo mentira. As que metiam ’80’ é porque verificavam esse valor mal a carta saia e nesse caso o valor pré-definido de fitness era 80, sendo o mesmo que surgia nas In Game stats do jogo para a stamina. Desvendado o mito ?

    Conclusão: em FUT 15 existe stamina, os jogadores cansam-se mais e você terá de saber lidar com isso.

     

    Guia de Fitness para FIFA 15 Ultimate Team

    Se quer ver a stamina de um jogador da sua equipa pode fazê-lo durante um jogo seguindo este caminho:
    Pausa – Team Management – Squad – Player Details (R3) – Mental / Physical Comparation – Stamina


     
     

     
     
     

    Cartas de Consumíveis e de Staff

     

    Como já aqui referimos, há duas maneiras de você recuperar a condição física de um jogador da sua equipa: ou o faz descansar e prescinde dele durante o período de recuperação; ou então aplica-lhe treino específico e até pode vir a conseguir contar com ele de imediato. Mesmo que ele esteja lesionado, não quer dizer que você não possa utilizá-lo. Basta que tenha as sessões de fisioterapia necessárias à sua recuperação. Estas ‘melhorias’ são feitas pela aplicação das seguintes quatro cartas:

      – Fitness
      – Preparadores físicos
      – Fisioterapia
      – Fisioterapeutas

     
     

    Cartas de Fitness

     

    Para recuperar fisicamente um jogador no imediato, você tem obrigatoriamente de aplicar-lhe uma carta de fitness. Existem de dois tipos: individuais ou de equipa. Pode encontrá-las em pacotes ou no mercado de transferências. Desde que um jogador não esteja lesionado, pode aplicar-lhe ilimitadas cartas de fitness.

    As cartas de fitness, que podem ser de ouro, prata ou bronze, aumentam a condição física que estiver inscrita na carta do jogador no número de pontos que o item indica. Se for uma carta individual, apenas aumenta o fitness desse jogador. Se for uma carta de equipa, aumenta o fitness dos 23 jogadores que compõem os titulares, suplentes e reservas.

    As cartas de fitness são um modo caro de melhorar a condição física dos jogadores

    Quando aplica uma carta de fitness a um jogador, o seu índice físico não pode ser superior a 99, mesmo que a soma do fitness atual e do fitness da carta seja superior a este número. Por esta razão, desaconselhamos a aplicação de cartas de fitness de ouro ou de prata pois elas vão aumentar o nível de fitness para um número de pontos que excederá a condição física ótima. As cartas fitness de bronze individuais dão direito a um aumento de 10 pontos, sem contar com o possível efeito de um corpo técnico específico nos quadros do seu clube, pelo que são normalmente suficientes para elevar o fitness dos seus jogadores ao máximo.

    Usar cartas de treino físico é o método mais expedito para fazer subir o nível de fitness de um jogador mas acarreta custos. No capítulo seguinte poderá conhecer outros métodos mais adequados para a gestão da forma física dos seus atletas.

    Se quiser saber mais sobre este tipo de cartas, clique aqui.

    Guia de Fitness para FIFA 15 Ultimate Team

     
     
     

    Cartas de Preparadores Físicos

     

    O efeito das cartas de fitness pode ser maximizado se você possuir preparadores físicos no seu clube. Eles ajudam os jogadores a melhorarem as suas condições físicas através de um bónus que dão às cartas de fitness.

    As cartas de preparadores físicos, que podem ser de ouro, prata ou bronze, raros ou não raros, têm inscritas uma percentagem, entre 1 e 5%. Quando você aplica uma carta de fitness a um jogador da sua equipa, ou a todos de uma só vez, o número de pontos de fitness inscrito nessa carta é bonificado com a soma das percentagens de todos os preparadores físicos que você tiver no seu clube e que não pode ser superior a 50%.

    Um preparador físico não acelera a recuperação física natural de um jogador

    Para quem utiliza frequentemente cartas de fitness, é quase obrigatório possuir staff deste tipo. São relativamente baratos, não necessitam de contratos e tornam o aumento de fitness dos jogadores mais acessível economicamente. Porém, esta é a única função deles. Ao contrário do que alguns jogadores pensam, ter preparadores físicos em nada ajuda à recuperação física natural dos jogadores. Ou seja, os atletas não recuperam mais depressa a sua forma quando estão a descansar só porque o clube tem preparadores físicos.

    Se quiser saber mais sobre este tipo de cartas, clique aqui.

    Guia de Fitness para FIFA 15 Ultimate Team

     
     
     

    Cartas de Fisioterapia

     

    Quando um jogador se lesiona, existem duas informações que passam a constar na sua carta: o número de jogos que ele fica inoperacional e a natureza da lesão. Se você o fizer descansar nas reservas durante o período da lesão, ele recuperará naturalmente e passará a estar operacional.

    As cartas de fitness de nada servem se um jogador estiver lesionado. Nesse caso, você terá de aplicar uma carta de fisioterapia se quiser contar com o jogador no imediato ou reduzir o seu tempo de inatividade.

    Existem dois tipos de cartas de fisioterapia, também conhecidas por cartas de tratamento: as específicas para um tipo de lesão (pé, perna, joelho, braço, cabeça, ombro ou costas), que curam até 5 jogos, e as que curam o jogador independentemente da mazela que ele sofre em até 4 jogos. Quando você aplica uma destas cartas a um jogador lesionado, o número de jogos de impedimento inscrito na sua carta é reduzido no número de jogos inscrito na carta de fisioterapia. Se a diferença entre um e outro for igual ou inferior a zero, poderá utilizar o jogador imediatamente. Se a diferença for superior, você poderá continuar a aplicar cartas de fisioterapia até que o jogador fique curado.

    As cartas de tratamento, que podem ser de ouro, prata ou bronze, só devem ser usadas se você necessitar muito de um jogador em particular e ele se encontrar lesionado. É recomendável evitar utilizar jogadores com um nível de fitness muito baixo e evitar o confronto direto com adversários demasiado agressivos, de modo a evitar lesões.

    Se quiser saber mais sobre este tipo de cartas, clique aqui.

    Guia de Fitness para FIFA 15 Ultimate Team

     
     
     

    Cartas de Fisioterapeutas

     

    O efeito das cartas de fisioterapia pode ser maximizado se você possuir fisioterapeutas no seu clube. Eles ajudam os jogadores a recuperarem das suas lesões através de um bónus que dão às cartas de tratamento.

    As cartas de fisioterapeutas, que podem ser de ouro, prata ou bronze, raros ou não raros, têm inscritas uma percentagem, entre 5 e 15%. Quando você aplica uma carta de fisioterapia a um jogador da sua equipa, o número de jogos de recuperação inscrito nessa carta é bonificado com a soma das percentagens de todos os fisioterapeutas que você tiver no seu clube e que não pode ser superior a 50%.

    Para quem utiliza frequentemente cartas de tratamento, é quase obrigatório possuir staff deste tipo. São relativamente baratos, não necessitam de contratos e tornam a cura das lesões dos jogadores mais acessível economicamente. Porém, esta é a única função deles. Ao contrário do que alguns jogadores pensam, ter fisioterapeutas em nada ajuda à aceleração da recuperação natural de lesões por parte dos jogadores. Ou seja, os atletas não recuperam mais depressa de lesões quando estão a descansar só porque o clube tem fisioterapeutas.

    Se quiser saber mais sobre este tipo de cartas, clique aqui.

    Guia de Fitness para FIFA 15 Ultimate Team

     

    DICA

    Se necessita de cartas de fitness ou de tratamento com regularidade, aproveite as Happy Hours para as comprar mais em conta


     
     

     
     
     

    Como Gerir o Fitness dos seus Jogadores ?

     

    Jogadores com menos de 90 de fitness são jogadores em subrendimento

    Saber o que é o fitness e como ele varia é sem dúvida importante, mas na prática interessa mesmo é você saber como gerir a condição física dos seus jogadores. Eles cansam-se sempre que jogam e você terá de saber como lidar com isso. Não é possível jogar sempre com os mesmos jogadores e não fazer nada para recuperá-los fisicamente pois, mais tarde ou mais cedo, eles vão passar a andar em vez de correr e isso irá ter implicações naturais ao nível dos resultados.

    Embora seja possível jogar com menos fitness, a nossa recomendação vai no sentido de evitar utilizar jogadores com menos de 90 se não quiser perder rendimento.

    Vamos analisar todas as opções que você tem disponíveis para fazer uma correta gestão do seu plantel:

      – Utilizar cartas de fitness
      – Alternar tipo de jogos
      – Usar suplentes para rodar a equipa
      – Usar uma equipa independente da mesma liga / nacionalidade
      – Usar uma equipa independente de outra liga / nacionalidade

     
     
     

    Opção 1 – Utilizar cartas de fitness

     

    Praticamente qualquer jogador que estiver a iniciar-se em Ultimate Team, segue esta estratégia muito básica: sempre que um jogador estiver em baixo de forma, aplica-lhe uma carta de fitness. Ou seja, por cada dois ou três jogos completos, investe uma carta deste tipo para recuperá-lo totalmente. Porém, rapidamente se apercebe de que esta forma de atuar é insustentável economicamente. Mesmo que uma carta de fitness de bronze custe cerca de 300 a 400 coins para toda a equipa, você terá de gastar uma de dois em dois jogos pois os jogadores não se cansam todos à mesma velocidade e sairá mais caro aplicar cartas individuais aos jogadores que se cansarem primeiro. Se somar esse custo ao dos contratos, perceberá que o lucro por partida é nulo.

    Utilizar cartas de fitness é fácil, rápido e extremamente simples pois não exige que você tenha um grande plantel. Serão sempre os mesmos jogadores a jogar. Embora esta estratégia seja desaconselhável, devido aos custos que a mesma implica, a verdade é que em certas situações pode ser uma boa opção. É o caso de finais de torneios ou de jogos decisivos para títulos ou subidas de divisão, em que há grandes prémios em jogo, e em que o custo das cartas de fitness podem ser encarados como um bom investimento. Nestes casos você poderá querer recuperar os seus melhores jogadores para estar na máxima força.

    Ao contrário do que se passa com as cartas de contrato, as de fitness são dispensáveis se se optar por outra forma de gerir a forma física dos jogadores.

    [vc_row][vc_column width=”1/2″]

    – Os melhores jogadores estão sempre aptos
    – Fácil gestão
    – Não necessitar de um plantel grande
    – Maior familiaridade com os jogadores

    [/vc_column][vc_column width=”1/2″]

    – Economicamente insustentável
    – Necessidade de estar sempre a comprar / aplicar cartas de fitness
    – Quase obrigatoriedade de possuir preparadores físicos

    [/vc_column][/vc_row]
     
     
     

    Opção 2 – Alternar tipos de jogos

     

    Se prestou suficiente atenção a este guia, percebeu que o fitness aumenta sempre que um jogador descansa durante um jogo, exceto se este for de caráter amigável. Então porque não aproveitar jogos menos importantes para recuperar os seus principais jogadores ? É isso que muita gente faz. Utilizam as suas primeiras escolhas nas competições mais importantes, como divisões e torneios online, e assim que é necessário dar descanso, o que normalmente ocorre ao fim de dois jogos, utilizam as suas segundas escolhas num torneio de dificuldade e importância reduzida que até pode ser single player. Para que isto funcione é necessário que nesses jogos as primeiras escolhas sejam colocadas nas reservas ou nos suplentes. Só assim é que recuperam a condição física ideal e podem novamente ser utilizadas nos jogos ‘a valer’.

    Este método é muito popular, principalmente por quem não prescindir de jogar com os seus jogadores favoritos. Ele permite mudanças pontuais na equipa sem prejudicar a química, é gratuito e fácil de executar. O maior problema desta opção é a de ter de interromper a competição que está a disputar. Na maioria das vezes é pouco interessante disputar essas outras partidas pois há a tendência de se querer jogar uma competição sequencialmente. Por outro lado, o resultado pode também ser desastroso pois jogos com um nível de dificuldade muito diferente afetam a nossa concentração e motivação: jogos fáceis reduzem o nosso empenho para os jogos seguintes enquanto que os jogos demasiado difíceis retiram a confiança que temos em nós mesmos. O pior acaba por acontecer quando num jogo que é suposto ser fácil, perdemos. Ficamos demasiado irritados com a nossa prestação e esse sentimento afeta o nosso rendimento no jogo seguinte. Quando jogamos uma competição de uma só vez essas desigualdades são menores e os seus efeitos negativos são menos frequentes.

    [vc_row][vc_column width=”1/2″]

    – Fazer os jogos mais importantes com os melhores jogadores
    – Não gastar coins
    – Gestão do plantel simplificada

    [/vc_column][vc_column width=”1/2″]

    – Ter de interromper a competição que está a disputar
    – Obrigatoriedade de fazer jogos menos interessantes
    – Potenciais problemas de concentração e motivação

    [/vc_column][/vc_row]
     
     
     

    Opção 3 – Usar suplentes para rodar a equipa

     

    No mundo real, um treinador utiliza os suplentes e reservas para substituir os titulares quando estes necessitam de descanso. Esse é também o princípio deste método para gerir a sua equipa. Para cada posição você deve ter um jogador suplente. Quando o principal se lesiona ou está com um fitness baixo, o respetivo suplente joga por ele. Uma vez que os titulares são onze e você pode ter até 23 jogadores, sobra-lhe ainda um jogador para mexer na sua equipa do ponto de vista tático. Em função da tática que você utiliza, pode nem ser preciso um suplente para cada jogador. Por exemplo: numa tática do tipo 3xx, bastam cinco defesas centrais para compor a defesa.

    Uma das dificuldades em utilizar suplentes para rodar a equipa tem a ver com o facto dos jogadores não se cansarem todos ao mesmo tempo. Significa isso que de jogo para jogo haverão sempre jogadores supostamente titulares a ir para o descanso e outros a retornar dele. Do ponto de vista da química isso é muito difícil de gerir. É necessário que você seja muito experiente. Obriga-o quase sempre a ter equipas baseadas na mesma liga ou nacionalidade, o que não é muito bom para a qualidade da sua equipa. Afinal de contas, há sempre o elevado risco de não existirem atletas igualmente bons para todas as posições. Se não utilizar jogadores da mesma liga ou nacionalidade, o desafio torna-se ainda maior. É um verdadeiro quebra-cabeças montar uma equipa híbrida em que todos têm de ligar bem para todas as combinações de equipas possíveis de construir com os seus jogadores.

    [vc_row][vc_column width=”1/2″]

    – Jogar a maioria do tempo com os melhores jogadores
    – Não gastar coins
    – Ter sempre jogadores para substituir apenas os lesionados ou cansados

    [/vc_column][vc_column width=”1/2″]

    – Gestão extremamente difícil de se fazer
    – Possível défice de qualidade nas segundas escolhas
    – Pouco entrosamento com uma equipa-tipo

    [/vc_column][/vc_row]
     
     
     

    Opção 4 – Usar uma equipa independente da mesma liga / nacionalidade

     

    Em alternativa ao uso de suplentes para rodar a equipa, você poderá recorrer a um segundo conjunto de jogadores totalmente autónomo e independente. Ou seja, você joga normalmente com os seus favoritos e, assim que começam a surgir os primeiros jogadores cansados, o que normalmente acontece ao fim de dois jogos, troca toda a equipa por uma outra da mesma liga ou nacionalidade e coloca os titulares no banco para que possam recuperar a sua condição física. Ao contrário do que acontece no método anterior, você acaba por jogar menos tempo com os seus favoritos pois é obrigado a dar descanso a todos mesmo que só alguns apresentem sinais de cansaço.

    Ao escolher fazer a segunda equipa baseada na mesma liga ou nacionalidade que a primeira, você está a evitar que casos de expulsões ou lesões pontuais o obriguem a mudar toda uma equipa para o jogo seguinte. Além disso, em casos excepcionais pode optar por recuperar a condição física de um jogador em particular recorrendo à segunda equipa. Por outro lado, tem menos jogadores por onde escolher, pois está limitado a uma só liga ou nacionalidade. Também neste caso, a tática utilizada pode ter um papel preponderante. Por exemplo, regra geral é mais fácil encontrar bons defesas centrais do que defesas laterais, pelo que jogar num sistema do tipo 3xx facilita a gestão da sua equipa.

    [vc_row][vc_column width=”1/2″]

    – Gestão relativamente fácil
    – Não gastar coins
    – Ter sempre jogadores para substituir apenas os lesionados ou cansados

    [/vc_column][vc_column width=”1/2″]

    – Escolha de jogadores limitada pela química
    – Possível défice de qualidade nas segundas escolhas
    – Melhores jogadores fazem menos jogos

    [/vc_column][/vc_row]
     
     
     

    Opção 5 – Usar uma equipa independente de outra liga / nacionalidade

     

    A última opção que lhe mostramos aqui não é mais que uma variante da anterior. Você joga com a sua primeira equipa e, quando precisar de recuperar o fitness de algum dos seus jogadores, substitui toda a equipa por uma segunda totalmente autónoma e independente, mas que nada tem a ver com a principal. Normalmente isto significa que faz apenas dois jogos com os jogadores favoritos antes de trocá-los com os que estão no banco, mas neste caso isso não é muito grave pois você não está limitado pela química e pode construir uma segunda equipa quase tão forte como a primeira. Por outras palavras, você só tem de pegar em duas ou mais equipas fortes e alterná-las entre o onze titular e o banco / reservas conforme o fitness dos jogadores. Dos 23, sobra-lhe ainda um atleta que pode servir para acudir a situações de lesões, expulsões, mudança tática ou cansaço de apenas um jogador. Se precisar de mudar mais do que uma posição, nada lhe impede de utilizar durante o jogo um dos jogadores da equipa que está a descansar pois ele assume a química de quem sai.

    Um dos inconvenientes deste método é o de condicionamento que pode existir quando forma as suas equipas. Embora elas sejam baseadas em ligas e nacionalidades diferentes, podem existir elementos que sejam comuns a ambas as equipas e que você terá de preterir em uma delas, pois um mesmo jogador não pode estar simultâneamente no banco e nos titulares. Construir duas equipas baseadas em duas ligas diferentes em vez de uma liga e uma nacionalidade não é suficiente para fugir deste problema pois a época de transferências, que ocorre inicialmente em janeiro, pode fazer com que um mesmo jogador tenha cartas nessas mesmas duas ligas.

    Para quem não conseguir formar uma segunda equipa tão competitiva quanto a primeira, poderá vir a ser obrigado a gastar algumas coins em cartas de fitness e de tratamento em virtude de ter menos jogadores que possam substituir diretamente os titulares.

    [vc_row][vc_column width=”1/2″]

    – Possibilidade de jogar sempre na máxima força
    – Leque de escolhas alargado aquando da formação das equipas

    [/vc_column][vc_column width=”1/2″]

    – Não poder utilizar duplamente alguns jogadores comuns às duas equipas
    – Poder implicar alguns custos
    – Poucas opções para alterações pontuais na equipa

    [/vc_column][/vc_row]
     
     
     

    A gestão da condição física do seu plantel não deve começar apenas quando um dos seus jogadores ficar abaixo dos 90 de fitness. Ela deve ser pensada logo aquando da construção da sua equipa. É por isso importante que perceba que existem vários métodos para se conseguir gerir adequadamente o fitness dos seus jogadores. Não quer dizer que um dos métodos seja necessariamente melhor que os outros. Nem tem sequer que ficar preso a um dos métodos. Pode usar mais do que um ao mesmo tempo. Depende do enquadramento e das suas preferências.

    Para facilitar a interpretação e análise, a seguinte tabela mostra as vantagens e desvantagens de cada um deles:

    MÉTODO12345
    Jogar sempre com os melhores jogadores++
    Custo+++
    Facilidade de Gestão++
    Alternativas Pontuais aos Principais+++
    Familiaridade da Equipa+
    Outros+++

    + BomMédioMau


     
     

    DICA

    Trocar um a um os jogadores titulares com os jogadores suplentes e reservas é muito trabalhoso, principalmente se você tiver de o fazer de dois em dois jogos. Não há necessidade de ter esse trabalho se você formar duas equipas distintas em que os titulares da segunda são os suplentes e reservas da primeira e em que os suplentes e reservas da segunda são os titulares da primeira. Você só tem de formar essas equipas uma vez. Deixe-as prontinhas, avance no menu para jogar até chegar a ‘editar equipa’ e pressione Y (XBox) ou triângulo (Playstation). Aí você só tem de escolher qual das equipas vai utilizar: se vai dar descanso aos titulares da primeira equipa ou aos titulares da segunda equipa. Este procedimento não leva mais de 5 segundos.


     
     
     
     
     
     
     
     

     
     

    Novidades

     

    Para quem é um habitual jogador do modo Ultimate Team, a maioria do que aqui descrevemos já era do seu conhecimento. Dessa forma, criamos um simples capítulo onde podem consultar um sucinto histórico das alterações relativamente ao staff:

     

    FUT 14 >> FUT 15

    • Resistência (stamina) passou a fazer parte do modo de jogo Ultimate Team.

     
     
     
     
     
     

     
     

    Perguntas Frequentes

     

    P: Como faço para os meus jogadores recuperarem o fitness ?
    R: Ponha-os a descansar nas reservas.

    P: O meu nível de fitness também muda em jogos amigáveis ?
    R: Sim. Ele desce tal qual como em qualquer outro tipo de jogo mas não aumenta durante o descanso.

    P: Quanto aumenta o fitness quando um jogador descansa ?
    R: Normalmente não mais de 15 pontos por cada jogo de descanso. Porém, se o nível de fitness do jogador for muito baixo, a taxa de recuperação pode chegar aos 35 pontos.

    P: Quanto fitness eu perco num único jogo ?
    R: Depende de muitos fatores. Na maioria das vezes os jogadores de campo perdem 3 a 5 pontos e os guarda-redes no máximo um ponto.

    P: Qual a diferença entre o nível de fitness e o nível de resistência ?
    R: O nível de fitness mede a condição física de um jogador no início de um jogo. O nível de stamina/resistência mede a apetência que o jogador tem para perder fitness ao longo do jogo.

     
     

    Afinal fitness é um tema bem mais vasto do que parecia, ou não ?

     
     
     
     
     

    Nascido no final dos anos 70, Rodrigo Lopes é por natureza um entusiasta de video jogos. Começou por um ZX Spectrum 48k e jogou todos os jogos da série FIFA. Este engenheiro, que também escreve sobre jogos FIFA num outro popular website, vive o futebol e ama o Benfica. Junte-se a ele no Google Plus.

    58 COMENTÁRIOS

    1. Eu separei 200,000 coins para comprar cartas de fitness +10, da para comprar mais de 300, a cada 2 jogos eu uso. ( Assim da para jogar mais de 600 jogos até eu juntar coins de novo). Com isso, não preciso abrir mão do meu time titular. É uma boa fazer isso ou não?

      • Até há uns tempos eu diria que essa era a pior maneira de gerir o seu time. Primeiro porque era muito cara e depois porque era menos divertida.
        Porém, com tanta inflação, essas cartas acabaram por manter o seu preço. Ou seja, sai mais barato usá-las do que comprar jogadores caros. Eu estou a começar a fazer o mesmo. Afinal de contas, para que preciso de tantas coins ? Acho que é uma boa estratégia, sim.

    2. O que o amigo falou acima do goleiro também ocorre comigo, meus goleiros cansam muito mais que no Fifa 14, aliás, meu time todo ao término de 01 jogo vai quase todo para 92/93, Xabi alonso, Gundogan são os que mais sentem. Mas tem um caso que me intriga, o tal Mkhitaryam dificilmente consegue jogar 02 jogos sem se lesionar, o pior é que gosto dele, mas tenho que colocar ele um jogo sim e outro não, mesmo assim ainda o canalha se machuca rsrsr.
      Outro dia fiz uma experiência pra ver o que acontecia se um jogador corresse indefinidamente, estava num torneio off line no modo amador, então não tive dificuldades para fazer o experimento. Peguei um tal Rojas da Bundes 2 e corri com ele sem parar, percebi que a barrinha azul foi sumindo rapidamente, depois uma outra barra também foi sumindo (pensei, acho que o sujeito vai ter um infarte heheh) e quando tudo zerou o danado seguiu correndo e correndo feito o Forrest Gump…. tudo bem pensei, até porque se ele simplesmente se ajoelha-se no chão ficaria meio esquisito não é? Mas o que me deixou boquiaberto foi que ao final da partida, ele tinha perdido apenas 8 pontos no preparo físico, ou seja, estava igual aos seus companheiros, então percebi que isso é uma falha do sistema, ou seja, não importa o quanto um jogador seja acionado, ele perderá apenas quantidade estipulada pela CPU, ou seja, se Rojas perde 8 por jogo, independe do quanto ele correr o Xabi alonso perderá sempre 9 não importando o que ele faz.
      Qualquer dias desses vou colocar o Xabi no gol pra ver se ele vai continuar perdendo os mesmo 9 rsrs…

      • Olá.
        Para escrever este artigo fiz, entre outros, exatamente o mesmo teste que o meu amigo fez. Mas as minhas conclusões não foram iguais às suas. Aliás, esse jogo serviu também para fazer esta imagem. Embora o jogador estivesse nitidamente cansado no final do jogo, também achei que não atingiu um nível tão baixo como deveria estar. Aquilo que foi diferente do seu é que ele perdeu 8 ou 9 pontos mas os outros perderam os 3 ou 4 normais, até porque os outros pouco jogaram. Mas olhe que acho que se está a precipitar nessa conclusão de que a perda de fitness está sempre pré-definido.

        • Olá Rodrigo, pode ser que tenha me precipitado mesmo, no entanto (para minha infelicidade) meus jogadores não estão perdendo somente 3 ou 4 pontos como ocorria no Fifa 14, tanto que no 14 eu sempre jogava duas partidas com cada elenco e substituía na sequência ; no Fifa 15 estou sendo obrigado a jogar apenas um jogo com cada elenco e isso tem me causado prejuízos consideráveis, uma vez que montei um time Bundes e os substitutos não estão a altura dos titulares, , mas para não ser leviano, vou fazer alguns jogos on line com todos meus jogadores em 99 e logo após vou verificar quanto perdeu cada um, posso até te enviar a foto para você poder observar que existem casos um pouco diferentes do relatado em seus console.
          Por enquanto deixo aqui o meu muito obrigado por tudo que tenho aprendido aqui com vocês.
          Abraço

            • Ivan, depende do jogador… o FERNANDINHO e o GUNDOGAN cansam demaaaaaaiis, chega a dar raiva, já com o Ramires vc consegue jogar 2 jogos tranquilamente (e olha que ele corre por todo o campo).

    3. Silvio ou Rodrigo, to estranhando uma coisa, eu nao joguei nenhum jogo em casa online ate agora, estou na setima div e ate agora nada! É problema cm a minha internet? ou pode ser algum erro do jogo?

    4. Sobre o fitness e work rates tenho uma dúvida rodrigo: Jogo com o Ramires no meio campo defensivo, e ele tem work rates alto/alto e alto pace..sempre perde de 4 a 5 pontos de fitness por jogo.. a minha dúvida é:

      No lançamento do jogo muitos players ficaram decepcionados com a carta do Yaya Touré com WR medio/medio e classificaram o Ramires pelo WR e tão bom quanto o Yaya, considerando preço entre eles, função, dedicação ao ataque, defesa, etc.. tanto é verdade que o preço do Ramires não é nada barato comparado ao FUT 14. Oque você acha da comparação entre esses dois? Gosto dos detalhes assim como na explicação da Stamina e fitness. Ou não tem comparação alguma?

      Valeu!!

      • Touré é Touré.
        Tenho aprendido que nós regemos a nossa vida pelas expetativas. E é também isso um pouco que aocnteceu com o Touré. Aquele que era um dos 5 melhores jogadores de todos os FIFA’s deixou de ser o mesmo e as pessoas notaram isso. Defraudou as expetativas. Mas não quer dizer que não seja um excelente jogador. Até porque também ele tem uma stamina elevada.
        O Ramires está efetivamente melhor por conta do que já foi dito mas ainda assim não chega ao nível do Touré.
        Seja como for, fica bem servido com ambos.

    5. Por favor me ajudem. Eu ganhei a 9 divisão, ganhei o prêmio do campeonato (coins), porém ao chegar no menu principal descubro pra minha surpresa que não subi de divisão, continuo na 9 e ainda por cima terei que jogar contra os mesmos times denovo, e para piorar ao jogar novamente ganho 0 coins. O que devo fazer? É muito frustrante isso.

      • Descobri agora que está acontecendo no modo torneio também. O mais revoltante é que nas notícias do tune está descrito lá minha vitória no torneio, está me parabenizando por ter ganho o título da 9 divisão, só que ao entrar na temporada ou torneio é como se eu não tivesse jogado essas partidas. Me ajudem, pois senão terei que parar de jogar fifa, pois cono avançar e chegar na primeira divisão?

        • Adriano,
          Isso aconteceu comigo várias vezes no 14, sempre na 1ª divisão, os premios nunca voltaram. Quase parei de jogar, porém o valor que você paga no jogo não tem como, seria como “rasgar dinheiro”.
          Com o tempo parou de acontecer isso, mas outras coisas sempre aconteciam, por exemplo, você chegar no ultimo jogo precisando vencer, seja o título ou rebaixamento, a conexão cai… quando você volta vem a seguinte mensagem, “parece que você desconectou….”. Vou contar uma que aconteceu hoje… eu estava quase sendo rebaixado na 2ª divisão, ainda faltavam 4 jogos, mas eu tinha que vencer senão seria rebaixado, apareceu o adversário, escolhemos os uniformes, quando apareceu a tela com o time adversário, tomei um susto… parecia que seria o primeiro jogo do cara, as cartas todas de bronze e quase sem nenhum entrosamento, aí advinha… ele deu quit, e advinha? não ganhei a partida e fui rebaixado! parece mentira, historia de pescador, mas não, o fifa me aprontou mais uma.
          Mas sou teimoso, não vou parar de jogar, porque “apesar dos pesares”, ainda me divirto… às vezes! kkkk

          Meu conselho, quando acontecer algo do tipo, não quebre controle, tv, game… finja que é só sonho.

      • Tem sido bem comum estes problemas, e na maioria dos casos eles se resolvem sozinho depois de um tempo. Sumiço de cartas, premios de torneios, classificação, tudo que some tem aparecido mas irritantemente depois de algum tempo. Esta semana mesmo, eu tirei o fabregas em um pack e na hora que coloquei ele para vender, sumir. Nem esquentei pois sabia que ele voltaria a aparecer, e voltou mesmo, um dia depois. Fico chateado, com vontade de abandonar o jogo, mas o vicio sempre fala mais alto e acabo voltando…

    6. hum…. vendi todo mundo… lucrei uns 200 k só hj!!! Vendi Ibrahimovic com lucro de 80 mil coins…. semana que vem compro tudo de novo….. se baixar é claro!

    7. sabem dizer pq valorizou tanto os jogadores??? comprei Ibrahimovic por 726 mil e já vai 850 mil… já vendi!!! Vai ter alguma coisa, ou o mercado endoidou!! Vendi todos os meus times

      • Isto é assim o ano todo, o mercado flutua ao sabor do vento. Nem precisa ter um motivo para algumas flutuações, basta ter algum torneio, alguma hora feliz, qualquer coisa é motivo para começarem a vender, e quando começa um vem muitos, e vindo muitos cai o preço e assim vai. Bem normal, por isto tem de estar sempre ligado nos preços principalmente destes figurões.

    8. Estou recebendo gift há 3 dias já, mas só cartas bronze, e hj 250 moedas. Mas tá bom, de graça né…

    9. Bom Dia

      O meu relato aqui não tem nada a ver com o post, mas tenho que desabafar.

      Estava eu jogando uma partidinha básica de uma temporada OFF, quando fui jogar contra um time da Série A, se me lembro bem era o Genoa.

      Bom, eu estava goleando a máquina quando “misteriosamente” a conexão com a EA cai…
      Isso já me deixou puto da cara, mas até ai era o de menos… Voltei para o UT e tive q jogar contra o msm Genoa, na msm dificuldade, etc, nas mesmas condições anteriores.

      Mas para o meu completo espanto (fiquei realmente assustado kkk)
      A máquina ME GOLEOU IMPIEDOSAMENTE por 4×0.

      Sei que isso é relativamente comum em Fifa, mas fiquei mt intrigado desta vez…

      PQ FAZ ISSO CONOSCO EA?

    10. Usei o Courtois primeiro agora uso o Neuer nao sei se é pq sao bons goleiros, nao olhei as staminas dos msm! Mas quase nunca cansam. Dificilmente perdem Stamina msm depois de uma jogo repleto de escanteios e chutes a gol! Valeu por mais esse artigo Rodrigo.
      Obj. : o meu único jogador que realmente não dura nada é o Gundogan! HORRÍVEL todo jogo tenho que tira – lo! Abs

      • Obrigado pelo seu depoimento. O Gundogan tem stamina 65, work rate alto/médio, pace 80 e joga no meio campo. Tudo isto é um cocktail fatal para que efetivamente ele fique cansado mais rapidamente, Faz sentido.

    11. Tenho percebido que neste FIFA 15 os goleiros estão ficando mais cansados ao final do jogo, confirmam? Eu faço uso da técnica 5 apresentado aqui e, no 14, não deixava o goleiro descansando (botava uma carta fitness neles a cada monte de jogos). Desta forma, tinha como fazer 2 alterações (caso o resultado do jogo estivesse indefinido). Neste 15 to tendo que deixar apenas 1 e isso atrapalha um pouco.

      • Pra mim está totalmente ao contrario. O goleiro não perde fitness de jeito nenhum. No 14 ele perdia no mínimo 1 de fitness por jogo, mas no 15 dá para jogar uns 30 jogos e ele continua com 99 de fitness

      • Notei isso também mas achei que era só impressão, pra mim acho que está descendo uns 2 ou 3 pontos de fitness por jogo, no fifa 14 nem tinha goleiro reserva.

      • Está engraçada a discussão deste tema. Uns sentiram um decréscimo bem visível no fitness dos goleiros. Noutros foi o oposto. Fica o desafio para quem conseguir explicar. Até porque os goleiros não têm stamina, os work rates não fazem propriamente muito sentido e a posição é exatamente a mesma entre eles. Terá a ver com a quantidade de defesas ?

    12. [OFF TOPIC]

      Galera do site, é o seguinte: um amigo meu jogava FIFA 14 no PS3, mas não vai jogar esse ano, então me ofereceu a conta dele para eu fazer trade pelo web app e pegar coins para mim. Só que… eu jogo no Xbox One…
      Vocês sabem de algum jeito para fazer essa transferencia?

      Obrigado!

    13. Se o fifa se diz um “simulador”, deveria assumir tal condição, onde já se viu um jogador real jogar 2 ou 3 jogos e ficar o próximo no banco por cansaço físico? mais uma bola fora da EA.
      Que saudades do Winning Eleven 8! – Henry, Recoba, Rivaldo, Nedved, Stan, Gerard, Nesta, Del Piero, Toldo, Patrick Vieira, Phillipe Cocu… entre outros, todos “montros” na época.
      O que a Konami fez? buaaa!!! buaaa!!! buaa!!!

      • Amigo,
        A melhor câmera é você quem decide, acho que a maioria joga na “panorâmica” e 0 de zoom, pois fica mais fácil a vizualização dos jogadores em campo. Eu jogo nessa, e também coloco 20 de altura pra ficar mais facil vizualizar ainda. abraço!

    14. Olá, todos estão recebendo um gift por dia ? É o terceiro dia seguido que recebo, ganhei dois de 1k e um de 500.

    15. Na prática esse lance da stamina não funciona comigo. por exemplo o gerrard, tem 76 de stamina, mas fica morto depois os 80 minutos, ja sturridge tem 72 de stamina e chega ao final da partida ainda com folego.

      • Os nossos artigos são longos porque nós gostamos de explicar tudo.
        O exemplo que você dá é muito bom mas você esquece-se de que a stamina não é a única coisa que faz variar a energia do jogador no final e um jogo. Nós mostramos aqui que há outros fatores. Pense comigo: qual dos jogadores tem de percorrer mais metros ? qual deles tem um work rate mais exigente ? Pois é. Gerrard joga numa posição em que corre mais do que Sturridge. Além disso o work rate dele é médio/médio e não médio/baixo como o do seu companheiro de equipa. Sendo assim, é natural que você sinta o Gerrard mais cansado.

        • Ah entendi… agora pude ler todo o artigo!
          Vocês já testaram Aguero? Li o artigo da Barclays league, mas mesmo assim fico com medo de gastar preciosos 250k com ele e não ficar satisfeito (o único medo é ele não aguentar chegar ao final da partida e se lesionar muito). Utilizo a tática 5 mostrada no artigo, troco a equipe a cada jogo, por isso fico sem opção de substituição.

          • Eu tinha aguero… um mostro!!! Corre, não perde a bola fácil…. mas vc demorou, ele já está a quase 400 mil!!! acabei de vedner ele pra lucrar!!

          • É como disse o Abreu: o Aguero é um dos melhores ST do jogo. Se quiser mesmo comprá-lo faça-o na madrugada de quarta-feira onde concerteza conseguirá melhores preços do que, por exemplo, ao fim de semana.

    16. Não consigo de jeito nenhum passar um jogador do meu clube pra lista de transferências pelo web app, qualquer jogador, jogo no PS4, aconteceu com mais alguém?
      O que posso fazer?

      “Cannot move this item because of a temporary error……”

    17. Boa, eu faço no meu time um revesamento de titular com reservas, mas estou sempre atento com o fitnes é melhor por no banco por um jogo que ter ele lesionado por mais de 2 jogos. 😀 Estou a pensar em montar um segundo time frances, mas eu gosto mais de investir em um mesmo time que é mais compensador para mim.

    18. Então quer dizer que os jogadores que tem um numero maior na carta no item “PHY” de “Physic” tem mais resistencia e logo gastam mais lentamente a stamina?

      • Quase isso mas não necessariamente. Eu explico.
        O atributo PHY é um atributo que resume num só valor a força (50%), resistência (25%), agressividade (20%) e salto (5%). Logo, um PHY maior não tem de significar uma resistência maior. Tem boas hipóteses de ser mas não obrigatoriamente. Caso seja isso que aconteça, a stamina gasta-se mais lentamente, sim.

    Comente

    Please enter your comment!
    Please enter your name here