FIFA 16 é para Homens ou para Mulheres ?

FIFA 16 é para Homens ou para Mulheres ?

Rodrigo Lopes, o autor do site, sempre quis ter um espaço de maior proximidade com a comunidade e de maior liberdade de conteúdos. Com esta coluna mensal, irá finalmente ter a oportunidade de mostrar uma visão mais pessoal sobre o jogo e não só.

 

FIFA 16 é para Homens ou para Mulheres ?

FIFA 16 é para Homens ou para Mulheres ?

 

Hoje vamos fazer uma abordagem diferente ao assunto do momento. ‘Mas qual assunto?’, pergunta você. Se Maxi Pereira foi incorreto no modo como saiu do clube onde era sub-capitão? Se 60 anos já não é tempo suficiente para a Alemanha pagar tudo o que deve aos Gregos? Se Jon Snow vai mesmo voltar dos mortos? Não sabia que ele tinha morrido? Temos pena. Ao menos já terá tempo livre suficiente para continuar a ler este fantástico site. Mas não. O assunto quente do momento, pelo menos para FIFA 16, é o que diz respeito à inclusão do futebol feminino no jogo. Concorda com esta adição? Independentemente da sua opinião, uma coisa é certa: o respeitinho é muito bonito e é por ele que hoje zelamos.

Vamos diretamente ao que interessa. Pela primeira vez na história da franchise FIFA, irá ser possível comandar uma equipa de jogadoras. Esta novidade foi amplamente difundida pela editora, até porque o investimento significativo terá obrigatoriamente de dar retorno. E quando as coisas são muito publicitadas é normal que façam ricochete e o feedback da comunidade também se faça ouvir. Ainda para mais, quando se trata da primeira novidade anunciada para FIFA 16. Muitos jogadores manifestaram-se contentes por terem mais um modo de jogar FIFA, enquanto outros se revelaram indiferentes ou até mesmo insatisfeitos. Tudo bem até aqui. Toda a gente tem direito a uma opinião. Eu próprio tenho a minha. Confesso que não é algo que me entusiasme muito até porque acredito que mais de 90% dos jogadores vá desistir de jogar com mulheres após um ou dois jogos. Quero experimentar, e provavelmente até o poderei fazer na demo, mas dificilmente irei preterir o meu Benfica por uma seleção feminina da qual desconheço a maioria das jogadoras. Mas não ter grande interesse não significa que discorde. Para mim é simples: se não gosta de ver o futebol feminino em FIFA 16, então restrinja-se aos outros modos de jogo a que está habituado.

 


 

Muitos jogadores que criticam esta adição argumentam que o seu desenvolvimento implicou que outras funcionalidades supostamente mais interessantes não fossem lançadas. De acordo com fonte da EA Sports, a inclusão de seleções nacionais femininas é o culminar de um trabalho árduo de vários anos mas que em nada afetou outras valências do jogo por ter sido feito com uma equipa especialmente formada para o efeito. Há também quem receie que as jogadoras baixem o nível qualitativo do modo Ultimate Team, reduzindo a probabilidade, por exemplo, de calharem boas cartas aquando da abertura de pacotes. É algo que não faz sentido pois Ultimate Team não incluirá jogadoras e porque elas representam menos de 2% do total, sendo que os seus ratings serão distintos dos dos homens. Ou seja, uma jogadora com overall 80, renderá no jogo sempre muito menos que um jogador com o mesmo rating. Apesar de aparentemente estar a rebater os argumentos de quem é do contra, eu respeito essas opiniões.

A liberdade de opinião termina onde começa o respeito por alguém. E é nesse ponto que eu me quero focar hoje. Não me importa muito se você gostou ou não da possibilidade de jogar com mulheres em FIFA 16. Há algo mais importante que isso. Entre aqueles que reprovaram a novidade, houve um grupo muito considerável de pessoas que em vez de utilizarem argumentos lógicos, esquivaram-se na ignorância extrema. Inundaram tudo quanto era sítio com comentários injuriosos às mulheres, demonstrando não só uma enorme falta de respeito como também uma… como é que vou dizer isto de um modo simpático ? Estupidez. É isso. Se foi o seu caso, então hoje vou esticar a minha liberdade de expressão um pouco mais além e chamar-lhe de ignorante e estúpido (1). Sim, talvez não seja muito inteligente chamar nomes à minha audiência, mas sinto que tenho esse dever. Talvez não tenha esse direito, mas tenho esse dever. Já aqui tentei fazer algo relacionado com a responsabilidade civil mas os meus contributos foram quase sempre limitados ao nosso canal no Twitter. Hoje vou aproveitar a oportunidade de ter um conjunto de leitores quase exclusivamente do sexo masculino para tentar sensibilizar os mais novos ou os menos conscientes para o quão errado é ter este tipo de comportamentos. E apesar de ser uma crónica de teor pessoal sei que não estou só. O Hugo já mostrou o seu repúdio na sua crónica e tenho a certeza que o Silvio, como pessoa muito inteligente que é, alinha pela mesma bitola. E já agora, para quem acha que o site se faz apenas com nós os três saiba que está muito enganado. O Pedro, por exemplo, tem feito um trabalho irrepreensível, semana após semana, a traduzir tudo o que escrevemos para que os nossos textos cheguem ao maior número de pessoas possível.

 

FIFA 16 é para Homens ou para Mulheres ?FIFA 16 é para Homens ou para Mulheres ?FIFA 16 é para Homens ou para Mulheres ?

 

Agora que já mostrei o meu lado mais agressivo e politicamente incorreto, tão caraterístico das minhas colunas, é altura para você perguntar: “mas Rodrigo, é caso para tanto?”. Sim, é. Comportamentos tão deploráveis quanto estes não merecem a nossa reprodução, mas se quiser pode você mesmo ir procurar que num instante encontrará um rol infindável de comentários palermas que minimizam o papel da mulher na sociedade, a injuriam e a reduzem a meros objetos. É difícil encontrar uma explicação para um movimento tão concertado de idiotas. A minha esperança é que tudo se justifique não pelo aparente mundo desprovido de valores em que passamos a viver, mas sim por um medo, também ele estúpido mas ainda assim menos condenável, de perda do jogo para as mulheres. Ou seja, há quem ache que futebol e FIFA são para homens e que não devem ser partilhados com elas.

A EA Sports não investiria tanto dinheiro no desenvolvimento de algo se não soubesse que iria ter sucesso. Há cada vez mais jogadoras, tanto virtuais como reais, e o futebol feminino está a ter cada vez mais seguidores, com especial incidência para países onde o jogo está bem representado como o Canadá ou principalmente os Estados Unidos da América. Nestes países, cujas capas de FIFA 16 contarão com a presença de jogadoras, as seleções nacionais femininas chegam a ter tanta ou mais importância que as suas congéneres masculinas e as jogadoras atingem patamares de popularidade muito elevados. Há alguém que não saiba quem é Hope Solo, por exemplo?

Da mesma forma que eu gosto de jogar com o Hazard e com o Tévez, muitas jogadoras e jogadores virtuais ansiavam por poder jogar com a Abby Wambach e com a Marta. Também as jogadoras profissionais desejavam poder dizer ‘I’m in the Game‘. Não só queriam rever-se no jogo como também queriam a mesma oportunidade que os homens têm de se tornarem populares e ganharem fãs. É que o jogo FIFA tem muita influência. Tanta, que é certo que o futebol feminino irá aumentar a sua popularidade de uma forma exponencial ao longo dos próximos anos.

 

FIFA 16 é para Homens ou para Mulheres ?

 

Eu confesso que em miúdo devo ter dito de forma intimidatória para um adversário, em pleno pelado e após um lance mais ríspido, que “futebol é para homens“. É algo cultural e histórico, mas os tempos mudam e esses atos irrefletidos são corrigidos. É o que nos distingue dos animais. Hoje vivemos num mundo global e o futebol não é meu nem seu. É de todos. De homens e de mulheres. Elas jogam futebol, assistem aos jogos e medem forças nas consolas. Se você não quer jogar com mulheres, não jogue. Mas deixe outros o fazerem. Não irá ficar mais pobre por isso.

A ignorância mata. Talvez em vez do insulto, esses muitos milhares de jogadores devessem perder um pouco de tempo a se informar sobre alguns dos temas que propomos (2):

Mutilação Genital Feminina como Arma de Guerra
#bringbackourgirls
Genocídio no Ruanda
Violência Sexual por todo o Mundo

Se se intitularem homens de verdade, de certeza que terão estômago para ler. Se isto não vos disser nada, pensem durante uns segundos na vossa mãe, irmã, esposa ou filha. Lembrem-se que isto não é um jogo. É real. Infelizmente acontece. Todos os dias. E você não está a fazer absolutamente nada para impedir estas atrocidades. Antes pelo contrário. A ofensa só alimenta a ignorância. Eu já fiz a minha pequena parte com este artigo. E você, vai ficar parado ou tem algo mais importante para ir fazer?

 
 
(1)
Eu acredito que a esmagadora maioria dos leitores desta coluna não se identifique com esses insultos. Porém, podem tentar contribuir para um mundo melhor. Usar um dos botões de partilha que estão no final do artigo seria um bom começo.

 
(2)
Se for menor de idade, peça autorização aos seus pais

 
 
 
 
 

36 thoughts on “FIFA 16 é para Homens ou para Mulheres ?”

  1. curti pra caramba as mulheres no jogo, acabei de terminar um campeonato que fiz escolhendo as 12 seleções pra serem controladas por players, assim jogo contra a maquina um jogo em casa e outro fora, deste modo jogando todos os jogos do campeonato com todas as seleções ( com sempre fiz em todos os jogos de futebol) e gostei bastante do campeonato de jogar com a seleções femininas e talz, e já to com vontade de fazer outro, e ver se o brasil defende o titulo ( perdi pro brasil na final, eu estava com a frança) gostei, aos que criticam e não gostaram fica a dica simplesmente não jogue ué

  2. Bom, o tema é bastante delicado. Por 1 lado, como vice-capitão não deveria ter deixado o clube para se juntar ao rival…por outro lado, uma pessoa tem de pensar no futuro (€) e na família. Na minha profissão se me oferecessem melhores condições para ir para a empresa rival, não pensaria 2 vezes e iria….
    No que diz respeito ao John Snow, acredito que ele vai voltar a vida, tanto que já foi visto e fotografado no local de filmagens da nova série.
    Por fim, em relação à Grécia e à Alemenha, penso que o problema passa por a Alemanha não reconhecer a dívida que tem (ou não) para com a Grécia da 2ªGuerra mundial. Por outras palavras, nunca na vida vão pagar, e daqui a não muito tempo, grande parte das empresas gregas serão alemãs mesmo tendo em conta a onde privatizações que irão surgir.

    1. Ah, e em relação aos comentários de jogadores masculinos frustrados… penso que é ignorá-los. Acho que é muito (e cada vez mais) falar atrás de 1 teclado, dizer meia duzia de coisas parvas para ter um like um LOL.

      Em relação à novidade em si, concordo parcialmente com o Rodrigo (nunca irei preferir jogar com o Benfica). Penso que será uma novidade interessante durante meia duzia de jogos. Depois voltarei ou para o FUT ou para modo de carreira. No entanto, acho que é 1 boa medida pela EA, e mais um pequeno passo para tentar acabar com a discriminação sexual, que infelizmente ainda existe nos dias de hoje.

      V

  3. Excelente artigo! Nada contra incluir o futebol feminino. So achei meio sem sentido, pelo que tenho lido não há torneios para este modo de jogo e tambem não estão incluidas no FUT.

    Estava curioso em montar um time hibrido com homens e mulheres. Na falta de talento no meu time brasileiro, estava a fim de testar a Marta junto Neymar.

    1. Rodrigo Lopes (Admin)

      É, não vai rolar. Homens para um lado e mulheres para o outro.

  4. Paulo Tiago

    Parabéns Rodrigo pelo ótimo e polêmico post! É claro que a EA fez isto para ganhar um pouco de mercado, mas veio em ótima hora, em um momento tão delicado no mundo em relação às “diferenças”, sendo que somos todos humanos! Cristo em seu tempo nesta terra nos ensinou a tratar a todos de forma igual, sem diferenças!

    Embora o assunto tratado no post seja muito mais importante que a alteração prática do jogo (inclusão do futebol feminino), muita gente vai aproveitar para se divertir ainda mais! Minha enteada já se diverte comigo jogando em duplas no Fifa da Copa e em algumas disputas off-line no UT (muito divertido jogar em dois contra o computador), imagina com o futebol feminino!

    1. Rodrigo Lopes (Admin)

      Obrigado.
      Espero que contribua, se bem que em pequena escala, para que possamos partilhar com as mulheres das nossas vidas as coisas que gostamos de fazer.

  5. Rodrigo não me canso de elogiar seus textos mas esse foi demais !!! Alinho com tudo o que disse e fico feliz em ver que alguém desse mundo de jogos usou uma aréa do site para trazer um assunto tão importante e delicado, parabêns pela atitude e inspiração do texto … você tem meu respeito.

    Espero que o Futebol feminino possa ter o reconhecimento merecido, vide a seleção brasileira de futebol feminino que nas últimas Olimpiadas e Panamericanos tem desempenho melhor que a seleção masculina mas não recebe 10% do investimento que a CBF concede ao futebol masculino

    1. Rodrigo Lopes (Admin)

      É sempre bom ouvir a opinião de quem nos lê. Mal ou bem. Pessoalmente prefiro ouvir falar bem. Não ouvir nada é que é mais complicado pois aí nem sabemos se alguém leu.
      O futebol está no corpo e na mente de todos os Brasileiros. Homens ou mulheres.
      Abraço

  6. Thiago Alberto

    Opniao bem forte hein Rodrigo…mas concordo em tudo!Nos estamos em pleno seculo 21 e ainda existe uma minoria q tem o cerebro com o tamanho de uma ervilha! As mulheres tem direito a esse espaço, essa conquista nao é só um sinal de respeito, mas pq elas sao boas em tudo o q fazem, inclusive jogar bola e videogame. Acredito q muitas das criticas e preconceitos sao de pessoas q nao tem a menor noçao sobre a capacidade das mulheres, e tem esse pensamento machista achando q por ser homem a vantagem física irá sempre prevalecer. Errado! As mulheres sao tao mais fortes q sao as responsaveis por gerar a vida desses mesmos ignorantes q as criticam,humilham,falam besteira…Mas não importa, elas estao sempre aptas a tolerar preconceitos e superar desafios com suas principais armas: paciência e inteligência. #Igualdade

  7. Fifa 16 é para homens ou mulheres? Para homens.
    Não é preconceito é realidade. Como foi dito na matéria a maioria esmagadora dos jogadores é homens. O potencial de expansão do jogo para o lado feminino é muito menor do que para o lado masculino, por consequências sociais o futebol masculino é muito mais forte, praticado e visto do que o feminino e vai se manter assim por muito mais tempo, assim como a cultura gamer no universo masculino, se você associar os dois vai obter números de jogadores tão desiguais como os dito na matéria. Seria muito mais vantajoso para a EA melhorias de verdade que roubassem os jogadores da concorrência. Na minha opinião a EA faz isso por três motivos: Aposta de baixo risco para assegurar uma pequena fatia do mercado. Esperança de uma expansão significativa do futebol feminino. E a mais importante: Repercussão, fale mal ou bem, mas fale de mim.
    Infelizmente tudo na EA é muito misterioso, apreciaria muito mais se o tempo e recurso investido para fechar essa ‘contração’ fosse investido em coisas mais úteis ( que não rendessem apenas três ou quatro jogos para a maioria da comunidade): Estádios novos, licença de verdade de ligas, e não apenas algo genérico como nome da liga e dos times, e principalmente melhoria na jogabilidade. Isso não se trata de gostar ou não de mulher, nem de preconceito nem discriminação. É ótimo a presença delas, mas em outros quesitos mais prioritários a EA tá deixando muito a desejar. Seria decepcionante se o futebol feminino for realmente a maior inovação do FIFA 16. Apesar de uma boa novidade, é como comprar um aro cromado para um carro arranhado e batido

    1. Rodrigo Lopes (Admin)

      Boa análise. Está muito em linha com aquilo que eu pessoalmente penso.
      De acordo com a EA, esta adição não afetou outras potenciais inovações pois foi feita com uma equipa independente criada para o efeito. Claro, que isto é sempre um pouco subjetivo…
      Você fez a sua análise com enorme respeito pelas mulheres, mas infelizmente boa parte da comunidade não foi nada correta nesse tratamento.
      Cumprimentos

    2. PEDRO SILVA

      Bom comparativo no fim do post, rapaz! Concordo! Mas ainda acho uma ótima novidade as mulheres virtuais no jogo. Lembre-se de que isso, no ocidente, é normal, mas em caráter mundial, é algo único! Coloque-se no lugar das mulheres que moram em países mais ditatoriais do que o nosso, e pense em como isso representa algo para elas… “Grau no óculos virtual!” Fica gelo! kkkk

  8. Esaú Souza

    Reclamam do futebol feminino, mas como você disse Rodrigo, isso não vai atrapalhar em nada os outros modos de jogo. Também queria que adicionassem futebol de areia e futsal no jogo, acho que seria bem legal. Quanto à questão do respeito, compartilho da sua opinião, esses caras são imbecis, mas ainda existem pessoas conscientes no mundo. Parabéns pelo artigo!

  9. Luiz Henrique

    Vou mais além… preconceito contra negros, homossexuais… fora intolerância religiosa, tudo isso é abominável!

  10. Hugo Versiani

    Me orgulho em fazer parte deste espaço de discussão com opiniões e textos que vão além das quatro linhas. A questão do gênero entrou em campo de vez em FIFA 16. Rodrigo, você foi objetivo como um atacante nato! Compartilho da opinião, parabéns!

    1. Rodrigo Lopes (Admin)

      Obrigado. Talvez me tenha excedido na agressividade mas há temas que têm de ser tratados assim mesmo.

  11. Rafa Maradona

    Homem ou mulher para mim tanto desde que não aja ROUBO! Não sendo um jogo MANIPULADO estaria ótimo! Acabando o criminoso HANDICAP que derrota os melhores jogadores para alegrar NOOBS e mantê-los jogando seria o melhor.

    Assistam esse vídeo esclarecedor.
    https://youtu.be/V7JJfOfxbBg

    #EAIDSnuncamais

  12. Concordo contigo Rodrigo. Igualdade e respeito sempre, em todos os sentidos. E se um dia tiver uma filha, ela jogará FIFA!

    1. Flávio,
      Acho que prefiria que ela jogue GTA V do que FIFA. Acho mais “relaxante” jogar GTA do que jogar FUT com todas as provocações e frustrações que o jogo/pessoas que jogam tem.
      Como experiência pessoal, stresso muito mais no FIFA (porque quero ganhar, e nem sempre as coisas correm como eu gostaria) do que no GTA, onde se perder recomeço tudo novamente sem problema.
      É a minha opinião, pois claro 🙂

  13. PEDRO SILVA

    Opinião: todos somos humanos. Diferenças? Sexo é uma delas, mas no meu ponto de vista, isso não nos torna inferiores nem superiores a alguém. Capacidades como raciocínio lógico, pensamento dedutivo, determinação, necessidade de se divertir, etc, não estão ligados ao sistema reprodutivo, mas ao maravilhoso projeto perfeitamente elaborado do nosso CÉREBRO – algo à disposição para uso de TODA a humanidade. Parabéns à habilidade de todas vocês, mulheres que já jogam Fifa, e bem-vindas às muitas que ainda virão!

    1. Ramon Ferreira

      Eu sempre uso isso nas minhas discussões, antes de cor, religião, sexo, somo humanos. Não entendo certas pessoas com essa birra com as mulheres, ou não gostam da fruta, ou são idiotas mesmo. Meu sonho seria minha namorada gostando de FIFA também, ela gosta muito de futebol, é flamenguista doente(sou vascaíno) mas não curte muito videogame. Já pensou nossas namoradas, esposas, ficantes e etc.. Jogando UT com VC? Seria muito bom.

      1. Rodrigo Lopes (Admin)

        Seria sim. Eu não tive essa sorte. É o ponto fraco dela. 🙂
        Continuo a pensar que é a ignorância que leva a esse tipo de comportamentos. Muitas vezes como forma de mostrar uma certa pseudo-superioridade perante os outros do mesmo sexo, tal como fazem outros animais.

      2. A minha não joga mas fica dando umas olhadas pra TV enquanto está no computador ou lendo algo e eu jogando. Ela adora me zoar quando perco. Aí quando faço gol faço uma comemoração mala e mando ela olhar hahaha

    2. Hugo Versiani

      Seria legal termos opiniões femininas sobre FUT durante a temporada de 2016 e assim por diante. A comunidade teria a oportunidade de debater o futebol virtual numa outra perspectiva.

      1. Rodrigo Lopes (Admin)

        Seria muito interessante sim. Mas não é fácil encontrar alguém com esse perfil.

  14. Não sei se é por que já sou tiozinho, mas toda vez que eu penso no fut feminino, a primeira coisa que me vem à cabeça, o que me preocupa realmente – É na possibilidade do assédio nas partidas online.
    A maioria desse público vai ser jovem, muitas bem meninas, provavelmente. Se não houver opções de filtro de adversários e controle atento dos pais, a chance de dar caca vai ser muito grande. Tanto do carinha que vai usar o microfone pra azaração, quanto daqueles criminosos pesados – que sabemos serem assíduos usuários de internet. Ver meu filho de 8 anos, enfrentando uns malas sem FairPlay, já é difícil. Nem consigo imaginar uma filha nessa brincadeira….

    1. Já ia me esquecendo, quem aqui acredita que o J Snow seja na verdade sobrinho do Ned Stark? Filho da Lyanna com o Rhaegar? Eu, sim!!!!! : )

      1. Rodrigo Lopes (Admin)

        Sim, ainda não tinha pensado nisso a sério. Excelente observação.

    2. Bem observado, acho que pode ser utilizado o report do usuário a PSN, Microsoft ou EA caso isso aconteça.

Comments are closed.