Guia de Química para FIFA 16 Ultimate Team

8
Guia de Química para FIFA 16 Ultimate Team

 
 

O nosso guia de Química para FIFA 16 Ultimate Team é o maior que você irá encontrar. Nós efetuamos uma pesquisa profunda e descobrimos tudo o que há para contar sobre este tema.

Porque química é extremamente importante em FUT 16, certifique-se de que lê este guia.

 
 
 
Acesso Rápido

 
 
 

 
 
 
 

O que é a Química em FIFA 16 Ultimate Team ?

 

As nossas capacidades enquanto jogadores de FIFA, não são a única coisa importante para ganharmos um jogo. O rendimento em campo dos jogadores em particular, e da equipa em geral, depende directamente de três fatores:

  • Atributos dos jogadores;
  • Química;
  • Condição Física dos Jogadores.

 

A Química assume um papel fundamental na performance de uma equipa e por isso nunca deve ser desprezada. Ela representa o quão bem um jogador irá estar em campo. Maiores valores de química correspondem a boas atuações, enquanto que baixos valores de química prejudicam as exibições dos jogadores.

Ela avalia a saúde das relações de um clube. Ou seja, a química é o fator que repercute no jogo a familiaridade dos jogadores com o posicionamento, com os colegas e com o treinador.

É fácil perceber que o rendimento de um jogador é superior se ele for integrado numa equipa apetrechada de colegas que conhece bem e orientada por um treinador da mesma liga ou nacionalidade. Ainda mais fácil é de entender que um guarda-redes não irá jogar bem se for colocado no ataque.

No fundo, é isto que a química faz. Pega em todas estas situações, pesa o quanto elas podem prejudicar ou beneficiar o rendimento de uma equipa e transfere para as quatro linhas essa avaliação.

De um modo geral, em FIFA 16 Ultimate Team, a Química serve essencialmente para dar mais lógica ao jogo e para tornar mais complexa, desafiante e variada a construção de uma equipa.

 
 

 
 
 
 
 

Conceitos Básicos de Química em FIFA 16 Ultimate Team

 

A equipa deve ser construída à volta da química e não o oposto

A primeira ideia que se deve ter bem presente é a de que a química é extremamente importante para o sucesso de qualquer equipa. Em edições anteriores, a EA anunciava que “uma equipa de bronze com boa química pode vencer facilmente uma equipa de ouro sem química”. É por isso fulcral que a mesma seja tida em conta aquando do planeamento da nossa equipa.

Outro conceito importante, e que nem sempre é do conhecimento dos jogadores, é de que existem dois tipos de química: a individual (de cada jogador) e a de equipa. Ambas influenciam o rendimento dos jogadores em campo.

A Química individual varia entre 0 e 10 e a Química de equipa entre 0 e 100. Os valores das químicas podem ser vistos no menu de equipa ativa, tal como demonstra a imagem abaixo. A de equipa está sempre visível no lado direito. A individual foi alterada, face aos anos anteriores, para debaixo da carta do jogador e só pode ser visualizada se for selecionado o menu ‘detalhes do jogador’ abaixo da carta de manager.

 

Guia de Química para FIFA 16 Ultimate Team

Menu de Equipa Ativa: 1- Química da Equipa; 2- Química Individual
Clique em cima da imagem para maximizá-la

 

Quando constrói uma equipa, química individual 10 deve ser o seu objetivo

Qualquer jogador deve ter por objetivo construir uma equipa com a maior química possível. Quanto mais alto o valor, melhor. A prioridade deve ser dada para uma química individual o mais próxima de 10. Se conseguir também uma química de equipa igual a 100, então estará a tirar o máximo rendimento dos seus jogadores.

A química de uma equipa depende exclusivamente das escolhas do jogador. Ela é maior ou menor consoante os jogadores que escolhidos para o onze inicial, consoante o manager que se senta no banco e consoante o posicionamento de cada um dos jogadores. Ou seja, ela varia de jogo para jogo.

 

Agora que já percebeu o que é a química, é altura de conhecer o seu efeito prático.

A química interfere diretamente com o potencial rendimento da uma equipa durante um jogo. Mais precisamente, com os atributos dos jogadores. Ou seja, no início de cada jogo, os atributos dos jogadores são afetados diretamente pela sua química individual e também pela química da equipa em função do estilo de química ativo. o valor da química utilizada em jogo é uma média ponderada da química individual (75%) e da química da equipa (25%)

Ao contrário do que muita gente pensa, ter 10’s nas químicas individuais é muito mais importante do que ter 100 na química da equipa. Até porque a química individual não só pesa três quartos da química utilizada em jogo como ainda afeta diretamente a química da equipa.

 
 

 
 
 
 
 

O que Influencia a Química

 

A Química mede uma série de fatores que se consideram suficientemente importantes ao ponto de afetarem o rendimento de um jogador.

Eis o que influencia a Química de um jogador em FIFA 16 Ultimate Team:

  • Sua posição
  • Se ele está a jogar na sua posição natural

  • Sua relação com os outros jogadores
  • Se os colegas à volta dele têm a mesma nacionalidade ou jogam na mesma liga ou clube

  • Sua relação com o manager
  • Se o seu manager é da mesma liga ou nacionalidade

  • Sua lealdade ao clube
  • Se este foi o seu primeiro clube ou se já fez mais de dez jogos pelo mesmo

 
 
 
 

Posição do Jogador

 

Normalmente os jogadores estão habituados a jogar numa determinada posição mas podem adaptar-se a posições parecidas. É também isso que acontece em FUT 16.

Quanto ao posicionamento, um jogador pode estar numa das seguintes quatro situações:

  • Joga na sua posição natural
  • Joga numa posição muito parecida à sua posição natural
  • Joga numa posição com algumas semelhanças à sua posição natural
  • Joga numa posição muito diferente da sua posição natural

 

O posicionamento de um jogador em campo é representado graficamente no menu de equipa ativa, abaixo da carta do jogador: verde se joga na sua posição natural, laranja se joga adaptado a uma outra posição semelhante e vermelho se joga numa posição muito diferente da natural.

 

Guia de Química para FIFA 16 Ultimate Team - Posições

 

A posição natural de um jogador está inscrita na sua carta. A posição onde ele está efetivamente a jogar está indicada no menu de equipa ativa.

A primeira das situações refere-se a quando ambas as posições são iguais. É a situação ótima e que por isso mais beneficia a química.

Quando um jogador é colocado a jogar numa posição que lhe é totalmente estranha, a química é fortemente afetada negativamente. Os guarda-redes são bons exemplos disso. Eles apenas podem jogar bem na sua baliza. São os únicos jogadores que não se adaptam a mais nenhuma posição.

Quando a posição em que um jogador está a jogar não é a sua posição natural, é possível fazê-las corresponder através da aplicação de uma carta de modificação de posição. Estas cartas apenas podem ser aplicadas com sucesso se nelas constar a posição natural do jogador e a posição onde está a atuar. Pode aprender mais sobre este assunto aqui (brevemente disponível).

 

Para saber a que posições um jogador se pode adaptar, consulte a seguinte tabela:

Guia de Química para FIFA 16 Ultimate Team

Verde – Posição natural | Amarelo – Posição muito parecida
Laranja – Posição pouco parecida | Vermelho – Posição muito diferente

 
 
 
 
 

Relação com os outros Jogadores

 

Quanto mais elementos em comum houver entre um jogador e os seus colegas, mais beneficiada sai a química e melhor será o seu rendimento. A ligação entre dois jogadores colocados um ao lado do outro pode ser classificada, relativamente à sua intensidade, de uma das seguintes quatro maneiras:

  • Inexistentes
    Se a ligação une dois jogadores com diferentes nacionalidades, diferentes clubes e diferentes ligas (por exemplo, Messi e Ibrahimovic);
  • Fracas
    Se a ligação une dois jogadores da mesma nacionalidade e de ligas diferentes OU da mesma liga mas de diferentes clubes (por exemplo, James Rodriguez e Falcão);
  • Fortes
    Se a ligação une dois jogadores da mesma nacionalidade e liga mas de clubes diferentes OU se une dois jogadores do mesmo clube (por exemplo, Pique e Sergio Ramos);
  • Hiper
    Se a ligação une dois jogadores da mesma nacionalidade e clube (por exemplo, Ronaldo e Pepe)

 

Guia de Química para FIFA 16 Ultimate Team - Ligações

Cor das ligações: verde para hiper ou fortes, laranja para fracas e vermelhas para inexistentes.

 

As ligações inexistentes são as mais fracas e consequentemente as mais penalizadoras a nível de química. As ligações hiper são as mais fortes e por isso as mais compensadoras a nível de química.

Independentemente da tática da equipa, um jogador tem de estar ligado a 2, 3, 4, 5, 6 ou 7 colegas. Quanto maior for a intensidade dessas ligações, maior será a química individual do jogador.

É por isso que a maior parte das equipas de FUT 16 são construídas baseadas numa liga ou numa nacionalidade. Com isso consegue-se eliminar as ligações inexistentes e garantir uma química elevada.

Também a relação dos jogadores pode ser melhorada mas, para isso, é necessário um ajustamento do plantel. Antes de alguém comprar jogadores para a sua equipa, deve verificar a intensidade das ligações que vai obter. Se as mesmas forem suficientemente fracas ao ponto de afetarem a química, deve encontrar jogadores que combinem melhor relativamente à nacionalidade, liga ou clube.

Qualquer jogador joga da mesma forma com todos os colegas independentemente de ter ligações de diferentes cores

A intensidade da ligação entre dois jogadores é meramente uma representação gráfica. Não significa que esses jogadores, em particular, joguem melhor entre si se a ligação for verde ou joguem pior se a ligação for vermelha. O que interessa para a química individual é a soma das intensidades das ligações que um dado jogador tem. O que é afetado são os atributos de cada jogador e não necessariamente a relação dele com os colegas.

 
 
 
 
 

Relação com o Manager

 

O papel de um manager não se resume apenas a maximizar a duração dos contratos. Ele pode contribuir com um ponto de química para cada um dos jogadores.

Existem duas características de um manager que influenciam a química individual de um jogador:

  • A sua nacionalidade
  • A sua liga

 

Os managers não influenciam diretamente a química da equipa. Eles fazem-no à química individual

Um manager que se consiga fazer entender tem mais probabilidades de sucesso do que um com más relações com os jogadores. É por isso que a química sai beneficiada se a nacionalidade ou/e a liga do manager for igual ao do maior número de jogadores possível do onze inicial.

Tanto a nacionalidade como a liga do manager e dos jogadores encontram-se inscritas nas respetivas cartas.

Para obter o bónus de química que um manager dá, os jogadores devem tentar fazer corresponder a liga ou nacionalidade do manager com as ligas e nacionalidades do maior número de jogadores do onze inicial. Porém, isto nem sempre é totalmente verdade. Por exemplo: se numa equipa, todos os jogadores excepto um tiverem a mesma liga e já possuírem química individual 10, será melhor fazer corresponder a liga do manager com a liga do único jogador que não tem química máxima.

Para fazer com que as ligas se correspondam, aplica-se uma carta de modificação de liga ao manager. Pode aprender mais sobre este assunto aqui (brevemente disponível).

O bónus do manager é representado através de um ícone na carta do jogador. Um ícone verde significa que o jogador está a receber o bónus porque tem, pelo menos, a mesma nacionalidade ou a mesma liga do manager.

Guia de Química para FIFA 16 Ultimate Team - Química dos Managers

 
 
 
 
 

Lealdade com o Clube

 

A lealdade foi criada com o objetivo de recompensar os jogadores que abram pacotes ou que mantenham os jogadores na sua equipa por um determinado período de tempo. Quando um jogador realiza dez jogos no mesmo clube ou é utilizado após ter saído num pacote sem que tenha sido transferido, recebe um bónus na sua química individual. Ele apenas necessita de uma dessas duas coisas para obter o bónus.

É muito fácil se conseguir este bónus. Mesmo para quem não costume comprar pacotes, basta que o jogador participe em dez encontros diferentes.

O bónus de lealdade é representado através de um ícone na carta do jogador. Um ícone verde significa que o jogador está a receber o bónus porque tem, pelo menos, dez partidas efetuadas no presente clube ou porque este é o seu primeiro proprietário.

FIFA 16 Ultimate Team Chemistry Guide - Bónus de Lealdade

 
 

 
 
 
 
 

Melhor Química Possível

 

Uma informação que os jogadores de FUT 16 gostam de conhecer diz respeito à forma como pode ser alcançada a melhor química individual possível. As condições a cumprir são as seguintes:

  • Jogadores na posição correta com o bónus do manager ou o bónus de lealdade
  • A soma dos valores numéricos das ligações tem de ser igual ou superior ao número de ligações

  • Jogadores na posição correta que não beneficiem de bónus
  • A soma dos valores numéricos das ligações tem de ser 1.6 vezes superior ao número de ligações

  • Jogadores na posição aproximada com o bónus do manager ou o bónus de lealdade
  • A soma dos valores numéricos das ligações tem de ser 1.6 vezes superior ao número de ligações

  • Jogadores na posição aproximada com o bónus do manager e o bónus de lealdade
  • A soma dos valores numéricos das ligações tem de ser igual ou superior ao número de ligações

 

Uma das perguntas mais comuns tem a ver com o máximo de química que um jogador pode ter quando joga fora da sua posição natural. A resposta é dada na tabela abaixo. Basta cruzar a posição natural com a que ele foi colocado a jogar para se encontrar a química individual. Estes valores não incluem o bónus do manager e o bónus de lealdade, pelo que poderão ainda ser somados mais dois pontos.

 

POSIÇÃO NATURAL POSIÇÃO ONDE O JOGADOR ESTÁ A JOGAR
GK RB CB LB RWB LWB CDM CM CAM RM LM RW LW CF RF LF ST
GK 10 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2
RB 2 10 5 5 9 2 2 2 2 5 2 2 2 2 2 2 2
CB 2 5 10 5 2 2 5 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2
LB 2 5 5 10 2 9 2 2 2 2 5 2 2 2 2 2 2
RWB 2 9 2 2 10 5 2 2 2 5 2 5 2 2 2 2 2
LWB 2 2 2 9 5 10 2 2 2 2 5 2 5 2 2 2 2
CDM 2 2 5 2 2 2 10 9 5 2 2 2 2 2 2 2 2
CM 2 2 2 2 2 2 9 10 9 5 5 2 2 2 2 2 2
CAM 2 2 2 2 2 2 5 9 10 2 2 2 2 9 2 2 2
RM 2 5 2 2 5 2 2 5 2 10 5 9 2 2 5 2 2
LM 2 2 2 5 2 5 2 5 2 5 10 2 9 2 2 5 2
RW 2 2 2 2 5 2 2 2 2 9 2 10 5 2 9 2 2
LW 2 2 2 2 2 5 2 2 2 2 9 5 10 2 2 9 2
CF 2 2 2 2 2 2 2 2 9 2 2 2 2 10 5 5 9
RF 2 2 2 2 2 2 2 2 2 5 2 9 2 5 10 5 5
LF 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 5 2 9 5 5 10 5
ST 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 9 5 5 10

 
 

 
 
 
 
 

Química das Lendas

Guia de Química para FIFA 16 Ultimate Team - Química das Lendas
 

As Lendas também necessitam de boa química para jogarem no máximo do seu potencial. Uma vez que elas não têm associado a si uma liga ou um clube, existem ligeiras diferenças em como a química é calculada. Basicamente, elas muito ligam bem com outras lendas, tal como os outros jogadores ligam com os seus colegas de clube. É como se ser lenda fosse um clube.

Em FIFA 16 Ultimate Team a forma como as lendas interagem com os outros jogadores foi alterada, para que as equipas que possuíssem lendas não fossem penalizadas. Sendo assim, temos que

    Ligações Hiper (Verde)
    Lenda da mesma nacionalidade
    Ligações Fortes (Verde)
    Lenda de outra Nacionalidade
    Jogador da mesma Nacionalidade
    Ligações Fracas (Laranja)
    Jogador não-Lenda de outra Nacionalidade
    Ligações Inexistentes (Vermelho)
    As lendas não possuem ligações mortas com nenhuns jogadores

Os bónus do manager e de lealdade funcionam do mesmo modo para as Lendas. Existe uma carta de mudança de liga do manager chamada ‘Legends’ que pode ser usada para garantir o ponto extra de química a cada uma das suas lendas. Em certas situações, estes bónus podem ser úteis para atingir a química máxima.

 
 

 
 
 
 
 

A Química dos Suplentes

 

Os suplentes não são tidos em conta aquando do cálculo da química. Muito menos os reservas.

A química da equipa contabiliza a soma das químicas individuais apenas dos onze jogadores que iniciam a partida. Além disso, estando no banco, os suplentes não têm a componente de relação entre jogadores. Isto significa que a química individual dos suplentes é zero e que o seu contributo para a química da equipa é nulo.

Até aqui julgamos que seja bastante fácil de entender. Porém, perguntas bastante pertinentes surgem: se fizermos uma substituição, qual será a química do jogador que entrar e como isso afetará a química da equipa ? E se alterarmos a tática durante um jogo ?

Os nossos testes não foram conclusivos quanto a esta matéria mas julgamos que quando efetuamos uma substituição, o jogador que entra adquire a química individual do jogador que sai e por isso mesmo a química da equipa mantém-se inalterada. O momento decisivo para a definição da química com que vamos jogar é o da seleção dos onze jogadores que irão iniciar a partida. O mesmo é dizer que, uma vez iniciado um jogo, as químicas nunca se alterariam, acontecesse o que acontecesse.

Isto seria válido para todos os casos. Mesmo que colocássemos em campo um jogador que não tenha uma única relação com os restantes ou cuja posição seja completamente diferente da sua posição natural.

Para alguns isto poderia ser encarado como uma oportunidade. Passaria a ser possível juntarmos ao nosso clube aquele jogador que sempre quisemos mas que não podíamos comprar porque ele não tinha nada em comum com a restante equipa. Poderíamos também adaptar jogadores a outra posições mais carentes de qualidade.

Porém, tudo tem um custo. Neste caso, iríamos gastar mais contratos. Além disso teríamos de interromper os jogos, preferencialmente no início, para fazer as substituições o que, convenhamos, é um pouco aborrecido.

Já a mudança de formação durante um jogo parece não ter qualquer influência na química. Pode fazer as alterações que quiser que isso não irá prejudicar a química com que iniciou o jogo.

 

Observação
A química dos suplentes não foi oficialmente confirmada.
Existem algumas fontes que defendem que a química de um jogador que entra em campo no decorrer de um jogo, é igual a um onze avos da química da equipa, o que seria muito ligeiramente diferente daquilo que explicamos em cima.

 
 

 
 
 
 
 

Dicas para uma boa Química

 

Se já leu o que escrevemos neste artigo, então já sabe o que fazer para construir uma equipa com boa química.

Para aqueles que ainda se sentem um pouco desorientados, vamos dar algumas dicas sobre como construir uma equipa com boa química em FIFA 16 Ultimate Team.

Em primeiro lugar, convém definirmos o que é isso de boa química. Para nós, uma equipa com muito boa química é aquela que tem químicas individuais todas iguais a 10. É óbvio que nem sempre é possível construir a nossa equipa de sonho repleta de químicas individuais 10 mas devemos tentar que elas nunca sejam inferiores a 7.

Evite utilizar jogadores com química individual inferior a 7

A menos que já seja um expert na matéria, o primeiro passo é definir que ponto em comum terão os jogadores. Necessitamos que eles possuam pelo menos ligações fracas, pelo que o mais normal é nos basearmos numa nacionalidade ou numa liga para construirmos a nossa equipa. Uma equipa que seja toda da mesma liga ou da mesma nacionalidade terá garantida uma muito boa química, desde que os jogadores estejam nas suas posições naturais. De acordo com a tabela acima, todos terão pelo menos química individual 9. Bastará que o manager principal seja dessa liga ou nacionalidade para obtermos a química máxima.

Não nos devemos esquecer de reservar moedas para investir na química. É que, como já foi dito, o posicionamento dos jogadores pode muitas vezes ser corrigido se tivermos orçamento para isso. Ter todos os jogadores na sua posição natural representa cerca de metade do caminho para construir uma equipa com boa química.

Um dos truques para conseguir construir essa equipa é saber planear antes de começar. Não basta ter uma ideia geral pois podemos começar a comprar jogadores e perceber que afinal há um ou mais que não possuem ligações suficientes. Assim, se já escolhemos o ponto em comum que os jogadores têm, é altura de visualizarmos o que pretendemos para a nossa equipa. Fazermos um esboço ou utilizarmos uma aplicação do tipo squad builder parece uma boa medida.

Se conseguiu construir uma equipa atendendo às ligações entre os jogadores e aos seus posicionamentos, então já fez o mais difícil. Os pontos mais fáceis de química são os dados pelo manager e pela lealdade. Assegure-se de que a nacionalidade e a liga do manager estão bem representadas entre os jogadores com química mais baixa e, se não está a utilizar jogadores que recebeu em pacotes, certifique-se de que atinge os dez jogos o mais rápido possível para beneficiar dos dois pontos extra.

Se fez tudo aquilo que aqui lhe indicamos então garantimos-lhe que a química da sua equipa estará no máximo possível.

Se o seu plano é construir uma equipa híbrida com a maior química possível, não deixe de conhecer as nossa táticas especiais.

 

 
 

 
 
 
 
 

Erros Comuns na Construção de uma equipa com boa Química

 

Existem três tipos de erros básicos na construção de uma equipa com boa química em FIFA 16 Ulttimate Team:

  • Os jogadores negligenciam a importância da química
  • Os jogadores sobrevalorizam a química
  • Os jogadores não dão o correto equilíbrio à química
  •  

    Na primeira destas situações, os jogadores parecem desconhecer o efeito da química no jogo ou simplesmente julgam que a mesma não passa de um mito. Preferem construir uma equipa com os jogadores de que realmente gostam independentemente da sua química. O que não sabem é que o seu rendimento pode ser superior se modificarem ligeiramente essa equipa com a substituição de alguns jogadores. Não precisam de abdicar de todas as suas preferências.

    A menos que se estejam a iniciar em FUT 16, estes jogadores podem ser facilmente identificados por apresentarem equipas com uma química inferior a 60 (não é possível ver a química individual do adversário).

     

    Existem também aqueles que metem a química à frente de tudo. Não são necessários extremismos. Se você seguir todas as nossas dicas básicas (ver capítulo seguinte) pode estar neste grupo. Aliás, todos os que têm onze jogadores com química individual 10 e uma química de equipa 100 podem estar nesta situação.
    FUT 16 permite que se alcance químicas máximas de vários modos. Se aplicarmos todos esses métodos para lá chegar estaremos a alcançar químicas superiores ao máximo, ou seja, estaremos a sobrevalorizá-las. O problema de o fazermos é que poderemos estar a prejudicar a qualidade e/ou diversidade dos jogadores sem tirarmos nenhum benefício disso. É por isso que é importante perceber como funciona a química em FIFA 16 Ultimate Team. Com esse conhecimento poderá formar equipas com apenas aquilo que elas precisam para atingirem a química máxima.

    As equipas formadas exclusivamente por jogadores da mesma liga, clube ou nacionalidade são muitas vezes casos típicos de “desperdício” de química.

     

    O terceiro grupo é provavelmente o mais comum: os que cometem erros ao formar uma equipa por desconhecimento de como o devem fazer.
    Isto acontece muitas vezes porque a esmagadora maioria das fontes de informação é pouco clara ou mesmo incorreta no que diz respeito a este tema. É do senso comum entre os jogadores de FIFA 16 Ultimate Team que ter boa química é ter química 100. Errado. Podemos ter uma química de equipa 100 em que um dos jogadores tem química individual zero. Isso não é concerteza a química desejada.

    A ideia que circula é que a química de equipa é a fulcral e a química individual, que muitos desconhecem, pouca importância tem. Isso é rigorosamente falso. A química individual é inclusive a que mais peso tem na alteração dos atributos dos jogadores durante os jogos. Estes jogadores apresentam normalmente químicas de equipa máximas mas químicas individuais desequilibradas. Uns jogadores com 10 e outros com menos de 8.

    Existem também muitos jogadores que julgam que os estilos de química são mais importantes que a própria química. Falso. A um jogador com química nula, de nada serve ter ativo um determinado estilo de química. Saiba mais sobre este tema no capítulo dos estilos de química.

     
     

     
     
     
     
     

    O que há de errado com a Química

     

    Somos completamente independentes e isso é ótimo para podermos elogiar ou criticar imparcialmente o que achamos estar bem ou o que achamos estar mal.

    De um modo geral consideramos o trabalho da EA bastante bom. É verdade que existem problemas de servidores, de itens que ficam presos na pilha de trocas, de constantes atualizações, etc… Mas quanto a regras, FUT foi um jogo bem pensado e bem implementado. O sistema de química é um bom exemplo disso. Funciona e resulta.

    Porém, nem tudo nos faz sentido na química em FIFA 16 Ultimate Team. Não percebemos porque é que a EA faz dela tanto secretismo. A maior parte da informação que publicamos neste artigo foi baseada em testes intensivos que realizamos. Ela não está disponível para o comum jogador que não queira perder dias a tentar perceber como funciona a química.

    O melhor exemplo do que estamos a dizer são as cores com que a intensidade das ligações ou com que a saúde das posições dos jogadores são assinaladas. As ligações fortes e hiper são ambas coloridas de verde não permitindo a distinção entre uma e outra. Também as posições com que os jogadores podem jogar adaptados aparecem pintadas de uma só cor, o laranja, não permitindo distinguir aquelas a que eles se adaptam bem e aquelas a eles se adaptam razoavelmente. Bastaria introduzir mais uma cor. Custa um pouco a crer que isto não tenha sido feito propositadamente para manter os segredos da química longe dos jogadores.

     

    O nosso olhar sobre a química não se esgota na EA. Os jogadores também fazem parte do jogo. Existe um número considerável de pessoas que insiste em dizer que a química dentro do jogo não existe. Não é verdade.

    A melhor forma de atestarmos a influência da química durante as partidas é realizar um grande número de jogos, idealmente nas mesmas condições, comandando uma equipa com química elevada e outra com química muito baixa. Nós fizemos isso durante largas dezenas de jogos e concluímos que a química em FIFA 16 Ultimate Team é mesmo realidade.
    Analisando matematicamente os resultados que obtivemos, concluímos que quando jogávamos com uma equipa de química elevada o nosso rendimento era bem superior.

    Muitas das pessoas que dizem não existir química justificam com o facto de conseguirem ganhar vários torneios ou épocas jogando com equipas de química muito reduzida. Isso não é justificação. Há jogadores de FIFA que são suficientemente bons para vencer mesmo tendo equipas muito inferiores ao adversário. Logo, também o poderão fazer com equipas de muito baixa químca.

    Há também quem considere que a química devia ser abolida de FUT 16. Nós respeitamos a opinião de todos mas consideramos que essas pessoas não compreendem como funciona FUT na sua plenitude. Parte da piada deste modo de jogo é a oportunidade de criarmos uma equipa com que nos identifiquemos. Se não houvesse química, o desafio de construir uma equipa seria menor e a diversidade de equipas diminuiria.

    Com este artigo esperamos ter esclarecido tudo sobre o funcionamento da Química em FUT 16 e ter quebrados mitos e falsas ideias que são veiculadas por toda a comunidade de jogadores.

     
     

     
     
     
     
     

    Novidades

     

    Para quem é um habitual jogador do modo Ultimate Team, a maioria do que aqui descrevemos já era do seu conhecimento. Dessa forma, criamos um simples capítulo onde podem consultar um sucinto histórico das alterações introduzidas na química:

     

    FUT 15 >> FUT 16

    • Alterada a química das lendas

     

    FUT 14 >> FUT 15

    • Eliminadas muitas ligações:
      CM para CBR e CBL na 3-4-1-2, 3-4-2-1, 3-4-3, 5-2-1-2 e 5-2-2-1;
      CMC para CBR e CBL na 5-3-2;
      CM para CB na 4-1-2-1-2 (2), 4-3-3 (3) e 4-3-3 (5);
      CM para RM e LM na 4-5-1;
      CMC para CB na 4-3-2-1;
      RM e LM para CB na 4-1-2-1-2;
      CAM para CB na 4-2-3-1 (2);
      CAM para CMR e CML na 4-3-1-2;
      CMR e CML para CB na 4-3-3
    • As In-Game stats passaram também a receber o bónus da química

     

    FUT 13 >> FUT 14

    • Alterada a fórmula de cálculo da química de equipa
    • Passou a ser possível atingir os 100 de química de equipa sem a presença de um manager
    • Alterada a fórmula de cálculo da química individual
    • O peso das diferentes ligações entre os jogadores mudou
    • A nacionalidade passou a pesar tanto como a liga na relação entre dois jogadores
    • A química individual máxima possível passou de 9 para 10
    • O manager passou a contribuir diretamente apenas para a química individual
    • Passou a ser irrelevante para a química, se o manager é de ouro, prata ou bronze
    • Por ter deixado de existir, a tática do manager deixou de ter peso na química
    • A liga do manager passou a contribuir para a química individual dos jogadores
    • Jogadores com mais jogos passam a receber bónus de lealdade
    • Cartas na posse do primeiro proprietário passam a valer mais na química
    • Alteradas várias relações entre posições naturais e posições efetivas
    • Algumas formações têm agora mais ligações
    • Stats afetadas pela química passam a ser escolhidas pelos estilos
    • Táticas deixam de contribuir para a química

     
     
     
     

     
     

    Química em FUT 16 – Perguntas Frequentes (FAQ)

     

    P: O que é a Química ?
    R: A química representa o quão bem um jogador irá estar num jogo. Pode saber mais sobre este assunto aqui.

    P: A Química existe mesmo ou é apenas um mito ?
    R: Ela existe. Pode saber mais sobre este assunto aqui.

    P: Vale a pena construir uma equipa com química elevada ?
    R: Claro que sim. Uma química alta significa melhores performances dos jogadores.

    P: O que afeta a química de um jogador ?
    R: A sua posição em campo, a sua relação com os colegas mais próximos e com o manager e ainda a sua lealdade ao clube.

    P: Como é que o bónus de lealdade pode ser obtido ?
    R: Utilize uma carta que recebeu num pacote ou faça o jogador alinhar em 10 jogos.

    P: O que é mais importante: a química individual ou a de equipa ?
    R: A química individual.

    P: Qual a máxima química possível ?
    R: 10 para a química individual e 100 para a química de equipa.

    P: É obrigatório ter um manager para se poder atingir a química máxima ?
    R: Não, mas ajuda. O manager não contribui diretamente para a química da equipa. Ele pode dar um ponto à química individual mas, em alguns casos, é possível obter química individual 10 mesmo sem bónus.

    P: Qual a diferença entre ter um manager de ouro, de prata ou de bronze ?
    R: Em termos de química, nenhuma.

    P: Os managers contribuem para a química de equipa ?
    R: Não. Nas versões de Ultimate Team anteriores a FUT 14, eles contribuíam para a química de equipa, mas agora apenas o fazem para a química individual (que por sua vez irá determinar a química de equipa).

    P: Não consigo atingir a química máxima. Qual o mínimo que me recomendam ?
    R: Se por alguma razão não puder atingir a química máxima, deve tentar obter pelo menos 8 de química individual e 90 de química de equipa.

    P: Já tenho 100 de Química. Isso é tudo o que interessa, não é ?
    R: Não. Os atributos dos jogadores em campo são modificados por uma componente em que esses 100 pesam 25% e a química individual dos jogadores pesa 75%. Por isso, mais do que garantir os 100 de Química de Equipa, é importante conseguir a melhor química individual (10) para o máximo de jogadores possíveis.

    P: A química individual de um jogador pode ser superior a 10 ?
    R: Em teoria sim. Matematicamente a química individual varia entre 0 e 12. Isto permite aos jogadores arranjarem novas maneiras de atingir a química máxima. Na prática, os valores superiores a 10 assumem o mesmo efeito que 10.

    P: O que é melhor: um jogador com elevada química individual numa equipa de baixa química, ou um jogador de baixa química individual numa equipa de elevada química ?
    R: Para o rendimento do jogador, a primeira opção é mais favorável. Porém, se a equipa tiver uma química baixa isto poderá dar a entender que os outros jogadores também têm química baixa e isso não é bom. Se você quiser saber qual a química real para cada jogador, utilize a seguinte fórmula: Química = (Química Individual x 0.75) + (Química de Equipa x 0.025)).

    P: Um jogador que tenha más ligações com uns colegas e boas com outros, joga de modo diferente com eles ?
    R: Não. As ligações vermelhas são meramente indicadores gráficos. O modo como cada jogador joga depende exclusivamente da sua química individual e da química da equipa. Ele jogará com todos de igual modo.

    P: O que são estilos de química ?
    R: Os estilos de química permitem aos jogadores selecionar os atributos que irão ser afetados pela química.

    P: O que significam as setas brancas e verdes ?
    R: Uma seta branca indica um possível aumento que não está a ser recebido em virtude do jogador não ter química suficiente. Uma seta verde indica que o atributo em causa está efetivamente a ser aumentado. Quantas mais setas verdes num determinado atributo, maior será o aumento do mesmo.

    P: O que acontece se eu não tiver a química máxima ?
    R: Químicas elevadas correspondem a bónus maiores. Se você tiver químicas baixas, os seus atributos receberão bónus menores.

     
     
     
     
     
     
     

Deixe um comentário

8 Comentários em "Guia de Química para FIFA 16 Ultimate Team"

Notificação de
avatar
2500
Ordenar por:   mais recentes | mais antigos | mais votados
Fabricio
Guest

Muito bom! Me ajudou demais! Obrigado.

leonardo
Guest

rodrigo ja testasse jogar UT com um time de quimica todo LINHA VERDE tipo montar so com jogadores de 1 time de uma liga inteiro, sera que os jogadores ficam melhores que quimica linha laranja??

Paulo Tiago
Guest

Rodrigo, ótimo post! Este é um assunto que gera muitas desconfianças…

Pelo que tenho visto nos meus times, jogar com um outro jogador com química pelo menos 7, não tem perdido tanto. Abaixo disso já acho que complica.

Tenho um time brasileiro barato que jogo com o Michel Bastos e o Joãozinho de PD (ambos ficam com química 7), pois gosto de cortar pro meio e chutar (ambos são canhotos e com boa finalização) e eles têm rendido bem melhor que outros PDs brasileiros de ofício de preço parecido (Sebá, Marquinho, etc).

Também tenho um time “híbrido” Brasil e Liga da Arábia que o CDM Muntari e meu goleiro Hélton ficam com química 7 e não vi tanta diferença. Aliás a Liga da Arábia tem alguns bons jogadores por preço de quick sell. Tem dois zagueiros muito bons que chamo de “torres gêmeas”, pois tem stats muito parecidas (Digão e Hawsawi) e um lateral direito que é muito veloz, além do Muntari, que achei uma parede na frente da defesa.

Time que estou utilizando:

http://wefut.com/squad/1030204

Comprei o Pato, pois sou são-paulino e achei um ótimo jogador no FIFA e esse Al Soma IF comprei a preço de quick sell

Time parecido, mais em conta, trocando os jogadores mais caros:

http://wefut.com/squad/1030596

Este time tem rendido bem, fora a diversão de jogar com jogadores desconhecidos!

Ricardo Fischer
Guest

Este guia é sensacional, depois que você aprende estas dicas é possível economizar muitas coins, além da possibilidade de formar um time diferenciado mesclando os jogadores que você realmente gosta e com química máxima.

wpDiscuz